» Dinheiro » Finanças Pessoais » Aposentadoria proporcional: entenda mais

Aposentadoria proporcional: entenda mais

Galeria
Aposentadoria proporcional: entenda mais

A aposentadoria é uma preocupação da maioria dos brasileiros, principalmente porque as pessoas contam com o recebimento dela para ter uma velhice tranquila e confortável. Durante a vida o trabalhador paga suas contribuições mensais para o INSS para garantir o direito da aposentadoria. Aqui você vai entender como funciona a aposentadoria por tempo de contribuição proporcional e integral.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    É considerado como tempo de contribuição todo o período em que o trabalhador tinha a carteira assinada como empregado ou o tempo de contribuição como autônomo. Para conseguir a aposentadoria por tempo de serviço é necessário ter contribuído o tempo mínimo imposto pela Previdência Social.
    Para os trabalhos de serviço militar, o período em foi realizado trabalho nas Forças Armadas podem ser contados como tempo de contribuição, desde que a pessoa apresente o Certificado de Reservista ou certidões emitidas pela Aeronáutica, Exercito ou Marinha.

  2. 2

    Para obter a aposentadoria por tempo de serviço integralmente é preciso que o segurado tenha contribuído por no mínimo trinta e cinco anos, no caso das mulheres o tempo mínimo de contribuição é trinta anos.
    Para conseguir a aposentadoria proporcional é preciso tem a idade mínima e o tempo de contribuição. Um homem pode solicitar a aposentadoria proporcional quando completa cinqüenta e três anos de idade e contribuiu por no mínimo trinta anos somado a quarenta por cento do tempo que faltava para poder solicitar a aposentadoria integral.

  3. 3

    Para as mulheres é necessário ter no mínimo quarenta e oito anos de idade e ter contribuído no mínimo vinte e cinco anos somados ao valor de quarenta por cento das contribuições que faltaram.
    Vale lembrar que o calculo da aposentadoria proporcional só serve para quem ganha mais de um salário mínimo, pois de acordo com a Constituição Federal nenhum brasileiro pode se aposentar com menos que isso, logo, se a aposentadoria proporcional fosse de oitenta por cento de salário mínimo esse valor sobe automaticamente para o seu valor integral.

  4. 4

    É considerado como período de carência o tempo mínimo de contribuição que o trabalhador tem que ter para solicitar a aposentadoria proporcional ou integral. Para quem começou a contribuir depois de julho de 1991 o tempo mínimo de contribuições é de 180 meses.
    O trabalhador pode solicitar o beneficio da aposentadoria mesmo se ainda está trabalhando. A pessoa precisa ir até a agência da Previdência Social munida de RG, CPF, carteira de trabalho e demais documentos que comprovem a contribuição. Lá eles irão agendar uma perícia para avaliar o caso.


Comentários
blog comments powered by Disqus