» Hobby » Animais e Animais Domésticos » Boston terrier: saiba mais sobre a raça

Boston terrier: saiba mais sobre a raça

Galeria
Boston terrier: saiba mais sobre a raça

Apesar de haver controvérsias, o consenso é que o cão de raça boston terrier é nativamente norte americano e a sua origem seria da mistura de diversas outras raças, como o bulldog inglês, boxer e pit bull terrier. Saiba mais sobre as características gerais dessa raça e conheça mais sobre o seu comportamento e necessidades em geral.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    O boston terrier vive em média 13 a 15 anos, e uma mãe dessa raça dá a luz a aproximadamente 4 filhotes por vez. Seu porte é médio e seu pelo curto, sendo de fácil manutenção.

    Essa raça de cachorro se adapta aos mais diversos tipos de ambientes. Eles podem ser criados tanto em casas pequenas, quanto grandes, tanto na cidade, em ambientes fechados, quanto no campo, com muito espaço para correr e brincar. Apesar disso, eles não devem ser usados como cães de guarda que ficam no quintal; na hora de dormir, ele deve ser deixado dentro de casa. É uma raça que não aguenta situações extremas de temperatura, tanto calor, quanto frio. São carentes e apegados ao seu dono, podendo até mesmo sofrer de depressão.

  2. 2

    De pelo muito fino e curto, o boston terrier é um cão pequeno e compacto que possui olhos escuros e orelhas em pé, além de focinho escuro. Seu pelo cai pouco, por isso é uma boa raça para quem tem alergia. Se dão muito bem com crianças e com outras raças de cachorros. Tem devoção extrema ao dono, fazendo de tudo para agradá-lo e deixá-lo contente.

    Eles são alegres e costumam comemorar quando alguém chega em casa, além de serem ótimos companheiros para o dia inteiro. Também são fáceis de serem educados e são muito obedientes. Apesar disso, eles podem ser teimosos e ensinar tarefas como fazer as suas necessidades nos locais certos podem ser mais difíceis.

  3. 3

    Tome cuidado ao expor o cachorro ao calor extremo, pois a raça pode superaquecer. Entre as suas doenças mais comuns estão doenças e tumores de pele, catarata juvenil, problemas de parto, dificuldades respiratórias, luxação na patela, entre outros.

    Durante o seu primeiro ano de vida é de extrema importância que ele seja levado ao veterinário diversas vezes para que esses e outros problemas sejam verificados a fundo para uma prevenção o mais cedo possível. Após completar os 6 anos de idade e começar a entrar em sua velhice, esse tipo de cão deve ser levado ao veterinário ao menos duas vezes por ano para que se faça uma verificação geral de seu estado de saúde.

Comentários
blog comments powered by Disqus