» Dinheiro » Procura por Emprego e Vida Profissional » Carta de intenção

Carta de intenção

Galeria
Carta de intenção

Quando vamos nos inscrever em um curso ou nos candidatar em um emprego, há um requisito que deixa muitas pessoas de cabelo em pé: a carta de intenções, também denominada como carta de apresentação em alguns casos. Diferente do currículo, a carta de intenções não é sistematizada e objetiva, o que pode gerar dúvidas em como começar, o que falar e como falar para fazer uma boa carta. Há algumas considerações que ajudam bastante quando você se encontrar nessa situação. Neste caso, o foco será nas cartas de apresentação para candidatura a um emprego.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Embora a carta de intenções não seja sistematizada, ela deve ser objetiva, formal e direcionada. Ela deve começar sempre se direcionando para a empresa, e preferencialmente, para a pessoa responsável pela contratação, pois isto permite que o leitor se aproxime daquele que escreve, e mostra interesse e foco.
    Após definir a quem se dirige a carta, comece se apresentando, nome, idade, formação e principais experiências, aquelas experiências que contribuem diretamente para o cargo ao qual se candidata.

  2. 2

    Após esta breve apresentação, desenvolva o que foi colocado no primeiro parágrafo. Diga o porquê deseja ingressar na empresa, seja objetivo e pense no que a empresa gostaria de ouvir, evite expressões muito subjetivas como: “meu sonho”, “preciso do emprego” e outras do gênero. Logo após, sustente o seu desejo pela vaga, justificando porque você merece ocupar a vaga, porque eles devem te contratar, isto é, quais são as suas qualidades e experiências que contribuem diretamente para exercer a função designada e como elas contribuem. Qual o seu diferencial em relação aos outros profissionais?
    Neste momento você precisará ter jogo de cintura, pois ao mesmo tempo em que precisa se destacar, mostrar que é o melhor candidato possível, deve ter cuidado para não parecer arrogante ou pretensioso, pois isto quase nunca é bem visto.
    Conclua a carta fazendo um resumo sobre tudo o que foi dito, de forma concisa e coerente. Não se esqueça de que, ao final, colocar o local, data e assinar. Afinal, é uma carta. Se for uma carta a ser entregue impressa, assine também à caneta.

  3. 3

    A carta de intenções é um instrumento formal. Fique atento a uma formatação sóbria e esteticamente agradável. Utilize sempre as letras correntes como Times New Roman e Arial. O alinhamento ideal é o justificado com recuo na primeira linha. Somente a data e a assinatura devem ser centrais.

    Sempre que possível, faça com que a carta seja breve, entre uma e duas páginas, isto mostrará sua capacidade de síntese.
    É importante ressaltar que, inclusive no caso dos cursos que pedem carta de intenções, um modelo pode ser fornecido pelo local, e neste caso deve-se seguir o modelo, mas ainda assim estas dicas podem te ajudar a fazer uma carta mais funcional.
    Não reaproveite cartas. Faça sempre como se estivesse escrevendo para empresa, para aquela ou aquelas pessoas e para aquela situação.
    Uma boa carta de intenções poderá lhe abrir portas para o mundo.

Comentários
blog comments powered by Disqus