» Família » Bem-Estar da Família » Como acabar com piolho em bebê

Como acabar com piolho em bebê

Galeria
Como acabar com piolho em bebê

Piolho. A pergunta que se segue após esta palavra é: Quem não teve?
É fato que passamos pelo menos um vez em nossa vida durante a infância e/ou adolescência nos preocupando com este problema que, sem trocadilho intencional, já esteve na cabeça de muita gente. As crianças são seus alvos principais, mas , há relatos não raros que muitos adultos já estiveram vulneráveis a estes seres tão incômodos. Principalmente se levarmos em conta as épocas mais antigas de nossa história. Tenta-se de tudo para acabar com eles, e a algumas soluções são até discutíveis, dada a primitividade dos métodos. Mas, as dicas valiosas veremos a seguir.

Instruções
  1. 1

    Primeiro, vamos conhecer nosso inimigo. Costuma se chamar de piolhento alguém, na tentativa de evidenciar uma falta de higiene, e assim sendo, reforça-se algo que vem sido passado de geração em geração que é o mito de que piolho povoa cabeças sem limpeza adequada. De cara já saiba que os piolhos tem maior predileção por cabeças limpas.
    Se há um bicho sem preconceitos é o piolho. Em qualquer classe social e em qualquer cultura, incluindo países desenvolvidos, encontramos tais seres. E como ter piolho é algo que culturalmente transmite a idéia de sujeira e mal cuidado, as crianças e adultos com infestação ou cientificamente chamada de pediculose, evitam advertir a condição para os colegas de escola ou trabalho, aumentando os possíveis hospedeiros desavisados. No caso em questão, piolhos em crianças, nem as mães sentem-se à vontade para comunicar a escola sobre tal fato.







  2. 2

    A incubação dos ovos dá-se num período de quatro a 14. Sendo que o ciclo de vida do piolho é de um mês, alimentando-se de sangue.

    Lêndeas
    Durante o ciclo de vida, a fêmea produz entre 120 até 140 ovos, ou lêndeas.
    Tamanho médio: O piolho de cabeça, mede de 2,5 a 3,0 mm. Com muita facilidade devido a suas pernas grandes e ligeiras ele pode mover-se com rapidez de um hospedeiro para outro. Contrário do que muitos pensam, os piolhos não voam.

  3. 3

    Sintomas básicos :
    São perceptíveis no dia do contágio ou logo no dia seguinte .
    Percebe-se principalmente atrás das orelhas e na região da nuca uma forte coceira . O piolho possui em sua saliva uma substância para anestesiar e evitar a coagulação do sangue, e a coceira advém exatamente pela estranheza de tais substancias pelo organismo.

  4. 4

    Diagnóstico:
    Por serem os ovos de piolho e de coloração branca, fica fácil detectar.
    Observe se a criança não tem se comportado de maneira irritadiça quando coça a cabeça. Como as mordidas do piolho são pequenas, muitas vezes é confundido com alergias e descamação, mas as lêndeas se desenvolvem rapidamente, e o principal alimento dos piolhos em fase adulta é o sangue.

  5. 5

    Piolho em fase adulta:
    Há um remédio caseiro muito eficiente. Um simples condicionador ou óleo de oliva após lavar-se o cabelo, podem ser grandes aliados. Passe à noite, cobrindo a cabeça com uma touca de banho e vá dormir. No dia seguinte, com o auxilio de um pente fino, faça a remoção dos piolhos mortos, lavando os cabelos novamente. Não precisa repetir o processo, uma vez que todos morrem por sufocamento.

  6. 6

    Como o assunto é criança, fatalmente não vai durar muito tempo a touca na cabeça durante a noite, portanto algo que pode ser também usado, são os produtos tópicos, encontrados em qualquer drogaria. Siga as instruções sem pular etapas prescritas na bula do remédio, para que a criança possa ser eficazmente tratada.

  7. 7

    Evite colocar o bebê em superfícies como bancos públicos, carpetes, forros e até sofás, se houver a suspeita de que foram usados por outra criança ou adulto com piolho. Como estes seres vivem até 3 dias sem se alimentar, ficam à espera de outro hospedeiro para que possam infestar e dar segmento à sua multiplicação.

  8. 8

    Use um pente fino metálico para fazer diariamente o exame a fim de detectar a infecção. Quanto mais rápido for detectado, menor a quantidade e potencial de alastramento.
    Leve sempre para berçários e locais onde o seu bebê costuma dormir, sua própria manta, ou travesseiro, bem como evite aquela brincadeira irresistível de permitir ao bebê colocar o boné de outra criança ou adulto na cabeça. Lembre-se, o contágio não escolhe idade, nem condição de higiene, e alastra-se rapidamente .

  9. 9

    Enfim, deixe que na cabeça do seu bebê haja espaço apenas para as alegrias desta fase tão importante .

Comentários
blog comments powered by Disqus