» Dinheiro » Procura por Emprego e Vida Profissional » Como calcular fgts

Como calcular fgts

Galeria
Como calcular fgts

O FGTS (Fundo de Garantia por tempo de Serviço) foi criado em meados da década de 60 e tem por objetivo proteger aqueles trabalhadores que são dispensados do trabalho sem justa causa. Os empregadores tem até ao sétimo dia útil de cada mês subsequente trabalhado para realizar o depósito na conta do trabalhador que é vinculado ao seu contrato de trabalho, esses depósitos são efetuados em contas “abertas” da Caixa.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Para realizar o calculo de quanto deverá ser depositado na conta do trabalhador é simples, pegue o valor total do salário e multiplique por 8%, ou seja, para um empregado que ganha um salário de R$ 720,00 por mês o depósito do FGTS será de R$ 57,60 por mês.

  2. 2

    No dia 10 de cada mês a conta vinculada do FGTS recebe correção monetária e rendimentos, é semelhante às correções que se aplicam a conta poupança, a taxa fica em torno de 3% ao ano. Uma conta que recebe todos os meses o valor de R$ 57,60 teria ao final do período de um ano o equivalente a R$ 711,94 já com os 3% da correção.

  3. 3

    Se um funcionário for demitido sem justa causa o calculo deverá ser feito assim: No momento da rescisão, cabe ao empregador efetuar o pagamento de uma multa rescisória, para o empregador este valor é equivalente a 50% de todos os depósitos que foi efetuado na conta do empregado, sendo que 40% são do trabalhador e deverá ser depositado em sua conta do FGTS e os outros 10% são referentes a contribuição social, pode ser pago em qualquer rede bancária, mas precisa obrigatoriamente ser transferido para a conta aberta da Caixa Econômica Federal.

  4. 4

    Ainda com base em um salário de R$ 720,00 um empregado que permaneceu na empresa por 24 meses e foi demitido, receberia um FGTS no valor de R$ 1.993,43 já com a multa de 40% e as correções necessárias.

Dicas e AVISOS
  • O FGTS beneficia muito o trabalhador, com ele é possível financiar um imóvel, retirar em caso de doenças como o Câncer e HIV e ainda em caso de demissão sem justa causa com um acréscimo de 40% sobre o valor total.
  • Nos casos de contrato de trabalho com base na lei n.º 11.1180/05 que são os contratos de aprendizagem, o valor é reduzido a 2% sobre o salário.
  • Apenas em casos de empregados domésticos é que o FGTS é descontado direto do trabalhador, nos demais casos não.
  • Empreados domésticos que optam em pagar o FGTS não são obrigados a recolher os 10%, nem empregador e nem empregado.
Comentários
blog comments powered by Disqus