» Tecnologia » Software » Como calcular x e y

Como calcular x e y

Galeria
Como calcular x e y

O Cálculo é um ramo importante da matemática, e surgiu a partir do desenvolvido da Álgebra e da Geometria. Onde existe movimento, distâncias, crescimento e onde algo é acionado produzindo aceleração, o cálculo é a matemática a ser empregada.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    O cálculo de incógnitas é algo que por vezes pode ser bastante complicado. Está muitas vezes associado a cálculos de distâncias e quando aprendemos costuma ser com contas pequenas. Quando estudamos, as primeiras vezes em que aparecem cálculos de incógnitas tipo “X” ou “Y” estão normalmente associadas a objectos geométricos mas também a problemas do quotidiano.
    Uma cálculo de uma incógnita básica, será por exemplo: Nós temos 4 laranjas e damos 2 à nossa mãe, com quantas laranjas ficamos. Neste caso, “X” é a nossa incógnita que é determinada subtraindo 4 por 2, X=4-2<=> X=2
    Por exemplo, como disse o cálculo de perímetros de figuras geométricas está muitas vezes associadas a este tipo de cálculos de achamento de variáveis “X” e “Y”. No caso de um retângulo, uma figura com 4 lados, dos quais dois são considerados como base e os outros dois são considerados a altura, o perímetro equivale à soma do dobro do tamanho da base com o dobro do tamanho da altura. Tendo um retângulo com X de base e 2 de altura, pode-se dizer que o perímetro desse retângulo é igual a (P = 2*X + 2*2).
    Imaginemos que temos o valor do perímetro do retângulo que é 16, como é que calcularíamos o valor de X?
    Sendo assim, teríamos:
    P = 2*X + 2*2 <=> 16=2*X+4 <=> X=6.
    Desta forma já se consegue determinar o valor da incógnita X. Para outro tipo de sólidos, seja ele para o cálculo de perímetros, áreas ou volumes, é usado o mesmo método de cálculo.
    Este cálculo deu também para ver como se calcula uma incógnita numa equação de 1º grau.
    Existe também a situação de termos de calcular equações de 2º grau, em que temos na mesma incógnitas “X” por exemplo, mas aí a incógnita terá de ser calcula com o acesso à fórmula resolvente.
    Muitos mais exemplos haverá par dar nos cálculos de incógnitas “X” e “Y”, por exemplo, poderá ser dado o exemplo de a incógnita ser um ângulo, em que a sua expressão seja por exemplo que: 10=2+cos(X)
    Neste caso, teremos de isolar o “X”, fazendo com que x=cos-1(8).
    E por exemplo se tivermos uma equação com duas incógnitas, “X“ e “Y” é possível determinar as duas incógnitas? Neste caso já não será possível, pois numa só equação termos 2 incógnitas não nos permite calcular as duas, apenas se uma dela for dada.

Comentários
blog comments powered by Disqus