» Hobby » Atividades Recreativas » Como comprar equipamento para flyfishing

Como comprar equipamento para flyfishing

Galeria
Como comprar equipamento para flyfishing

Para muitos, fazer a compra de equipamentos para fly-fhishing, a pesca com moscas, é uma verdadeira caça ao tesouro. Mas, principalmente os iniciantes, devem optar pela moderação. O recomendado é buscar uma loja onde tenha liberdade para se ambientar com o equipamento.
Além de poder sanar várias dúvidas, vai ter informação mais precisa sobre o tema. Com a crescente popularidade deste tipo de pesca, os modelos de equipamentos também estão em franca expansão. Porém antes de efetivar a compra, há que saber discernir o que é realmente útil para fly-fhishing.
A atenção deve estar focada nas características do fundamental: a vara, o monilete e a linha.

Instruções
  1. 1

    A escolha da vara é um dos itens primordiais. Tipo errado e má qualidade são potenciais destruidores de todo o trabalho durante a pescaria.
    No mercado, vai encontrar uma quantidade impressionante de varas para fly fishing, tornando a escolha desgastante, para não falar desagradável. Porém descobrir o modelo adequado pode ser bastante simples. Basta se familiarizar com os conceitos básicos. E o primeiro conceito é que deve reunir potência e precisão. Também deve ter flexibilidade para garantir que a linha possa voar, e ser colocada na água de tal maneira que pareça mesmo um fantasma.
    Outra função é permitir o controle da linha. Uma vara para fly fishing deve fornecer controle total sobre a linha que está fora da água. Também deve ser forte e flexível o suficiente para dobrar-se e aguentar a pressão se estiver, de verdade, pegando o maior peixe do rio. Não compre uma vara sem verificar o peso. Se muito pesada pode ser complicado manuseá-la. Explore os modelos, que podem ser de madeira laminada, bambu, fibra de vidro ou de fibra de carbono.

  2. 2

    Para escolher a bobina, ou molinete, tenha em mente que sua função vai além de segurar a linha e este é um item que não combina com a palavra economia. Mesmo que tenha adquirido uma vara de excelente qualidade, caso consiga pescar um peixe de tamanho considerável, a qualidade da vara será ofuscada se a bobina for fraca. É importante lembrar que é a bobina a responsável pela fluidez da linha. Quando boa, também terá maior durabilidade. Basicamente, existem 3 tipos de molinete destinados a fly fishing: Com ação única, multiplicador e automático.
    Ação única – Por ser a mais simples, é a mais popular. Tem poucas peças internas, o que implica em menor probabilidade de avaria, e são de fácil manuseio para a troca de linha. A menos que tenha necessidade ou desejo intenso por outro modelo, é considerada, pelos experientes no tema, a escolha mais lógica.
    Multiplicador – É caracterizado por várias engrenagens e permite que a linha seja rebobinada de forma muito mais rápida. Entretanto, por sua complexidade, é conhecido como um modelo “temperamental”. Do mesmo modo que faz com que a linha seja enrolada mais rapidamente, também faz com que se solte rapidamente.
    Automático – O nome já denuncia: a linha é recuperada de forma automática, nem é preciso girar a manivela. Na verdade, nem sequer possui manivela. O que há é um gatilho que ao ser disparado permite a recuperação da linha. O detalhe é que são pesados, não são conhecidos como duráveis e exigem um trabalho penoso para a troca da linha.

  3. 3

    Quanto a linha, basta dizer que um tipo errado para fly fishing é uma maneira certeira de ter um péssimo dia de pesca. Os iniciantes tendem a ficar confusos no momento de comprar a linha pois há uma variedade assustadora de opções e termos. No entanto, simplificando, deve-se apenas buscar o equilíbrio da linha, tanto com a vara, quanto com a bobina. A linha deve estar em consonância com a vara para que esta possa ser dobrada adequadamente. E vice-versa. Para isso, deverá avaliar principalmente o peso e a densidade. Considere que é o peso da linha que determinará o sucesso do seu lançamento à água, portanto, deve corresponder com precisão ao peso da vara. Para não errar na compra, siga a fórmula:
    Peso da linha = Peso da vara = Peso da bobina.

Dicas e AVISOS
  • Faça uma pesquisa on line para ampliar seus conhecimentos sobre os kits para iniciantes. O básico, normalmente, vem com a vara, linha e bobina. Poderá visualizar o equipamento e obter informações que ajudam a conhecer tanto os preços, quanto a qualidade.
  • Se não conseguir fazer amizade com alguém experiente nesta modalidade de pesca, adquira um livro, ou DVD, com instruções passo-a-passo de como amarrar bem a mosca. Fly-fishing exige conhecimento específico de determinados nós. Não se esqueça de praticar antes de partir para a aventura.
Comentários
blog comments powered by Disqus