» Moda » Moda e Estilo » Como comprar roupas de criança na internet

Como comprar roupas de criança na internet

Galeria
Como comprar roupas de criança na internet

Sem dúvida alguma o advento da internet facilitou a vida de todos, inclusive de pais e mães que optam por comprar roupas de criança na internet ao invés de procurar uma loja convencional para adquirir as roupas necessárias. Realmente, há uma infinidade de lojas virtuais para crianças com todos os tipos de roupas e sapatos imagináveis. Diante de tanta variedade, também é natural que surjam dúvidas sobre o produto a ser comprado, tais como a marca, valores, modelos, numeração, cores, adequação, qualidade entre outras que possam surgir. Ou dúvidas sobre o próprio estabelecimento onde a compra será feita, tais como segurança, forma e prazo de entrega, atendimento, trocas, idoneidade, formas de pagamento, etc.

Não há um manual a ser seguido, pois infelizmente, junto com as facilidades que internet trouxe também vieram as possibilidade de ocorrência de crimes em ambientes virtuais. Neste caso, destacam-se as fraudes e os estelionatos. Inclusive, até lojas virtuais de marcas famosas já foram vítimas de ataques de crackers.

Então, como comprar roupas de criança na internet:

Instruções

Coisas que você precisa

  • Relação das roupas infantis a serem compradas.
  1. 1

    Fazer um levantamento das roupas que a criança necessita antes de partir para a compra online. Lembrar que crianças crescem rápido, então não compensa comprar em grande quantidade, a menos que seja o início de uma estação do ano, os produtos escolhidos serão realmente usados e a compra é vantajosa;

  2. 2

    Comparar preços antes de comprar. Há sites como o buscape.com. br e o bondfaro.com.br que oferecem ao cliente o serviço de pesquisa de preços e também avaliação de alguns itens da compra. Considerar durante o levantamento de preços, o valor final da compra com o frete incluso. Muitas vezes um produto que parece ser vantajosa a sua aquisição online, torna-se mais caro do que se comprado numa loja convencional por causa do frete;

  3. 3

    Escolher cuidadosamente o local de compra. Não se enganar com lojas virtuais que vendem roupas infantis muito abaixo da média ou oferecem vantagens fora do comum. Procurar comprar em lojas virtuais conhecidas e que ofereçam vários recursos e canais de atendimento ao cliente, principalmente quanto às características da roupa escolhida, quanto ao pagamento da compra e ao acompanhamento/rastreamento do pedido. Além disso, a loja deve fornecer informações essenciais como qualquer outra empresa, como CNPJ, endereço e telefone;

  4. 4

    Pesquisar sobre a idoneidade e a qualidade da loja antes de efetuar a primeira compra. Procure informações e até mesmo reclamações para saber se ela é honesta e atende ao que se propõe. Muitas opiniões sobre lojas, produtos e serviços podem ser encontradas no Google e as reclamações podem ser pesquisadas no reclameaqui.com.br;

  5. 5

    Observar se o ambiente de compra da loja virtual é seguro, pois é uma garantia que as suas informações estão protegidas. Devem constar selos dos certificados de segurança, tais como “Segurança Máxima”, “Internet Segura”, “Site Seguro”, entre outros;

  6. 6

    Escolher as roupas com calma, optando, preferencialmente, por marcas infantis conhecidas e já usadas pela criança. Antes de selecionar a roupa, ler as informações sobre as características da peça escolhida, a cor, tipo de tecido, formas de lavagem. Também tenha cuidado em relação ao tamanho escolhido. Vale observar se a loja disponibiliza uma tabela de medidas junto ao produto, pois são muito úteis na hora da aquisição online de roupas e calçados infantis. Você pode escolher o tamanho da roupa através da idade, do peso e da altura da criança. A tabela é mais uma ferramenta para auxiliar na escolha da melhor opção, evitando possíveis trocas, o que é ruim para quem compra e também para quem vende. As lojas virtuais, assim como as convencionais, devem oferecer o serviço de troca baseado no Código de Defesa do Consumidor;

  7. 7

    Lembrar que crianças devem usar roupas leves, confortáveis, flexíveis e divertidas. Assim nem sempre o que é bonito para um adulto vestir é adequado para uma criança. As roupas devem ser confeccionadas em tecidos que favoreçam a transpiração e os movimentos dos pequenos. Os tecidos mais indicados são o algodão, os feitos de fibras naturais como as malhas, viscolycra, suedine e cambria. Redobrar a atenção quanto às características do produto e do tecido se a compra for para crianças com idade inferior a dois anos ou alérgicas;

  8. 8

    Observar se a forma de pagamento escolhida é a mais vantajosa em relação ao preço final do produto, evitando parcelamentos muito longos ou até mesmo orçamentos apertados. Normalmente crianças precisam de roupas novas a cada três ou quatro meses e os pais devem estar preparados;

  9. 9

    Finalizar a compra com atenção, conferindo os produtos na “cesta de compras” (cores tamanho, marca, quantidade), valor final com frente, prazo de entrega, código para rastreamento do pedido e também o valor a ser pago através do seu cartão de crédito ou de débito antes de aprovar, se estas foram as formas eleitas. Muitas lojas vêm oferecendo diferenciadas opções de pagamento para aumentar o nível de segurança dos seus clientes, tais como o PagSeguro Uol ou PayPal.

Comentários
blog comments powered by Disqus