» Família » Bem-Estar da Família » Como cuidar de picadas de carrapato

Como cuidar de picadas de carrapato

Galeria
Como cuidar de picadas de carrapato

As pessoas que vivem perto de áreas com muito mato ou campo estão mais propensas a ter alguns problemas com tipos de animais como carrapatos. Muitas pessoas podem confundir o carrapato com a pulga. Um carrapato nada mais é do que um artrópode, que está na mesma família do que a pulga. Mas diferentemente da pulga, o carrapato é bem maior do que a pulga. Assim, este tipo de animal acaba ficando mais fácil de ser identificado e também de ser eliminado. Mas é necessário ter cuidado, porque quando existe uma infestação de carrapatos fica bem complicado de terminar com a praga.
O carrapato pode ser encontrado em praticamente todos os cantos do mundo. Um erro muito comum das pessoas é acreditar que o carrapato ataca somente os animais, que não é verdade. Os carrapatos, na verdade, podem atacar qualquer ser vivo que tenha sangue. Isso porque ele é um tipo de animal que precisa de um hospedeiro para sobreviver. Durante praticamente toda a vida dele, ele fica sobre um animal sugando o sangue dele para se alimentar. Geralmente eles ficam em animais que ficam do lado de fora da casa, e quando o animal fica convivendo demais com uma pessoa, este carrapato pode pular para a pessoa.
Para acabar com um carrapato, primeiramente é preciso eliminar todos os animais desta espécie que está no local. Isso porque este tipo de animal se reproduz muito rapidamente, sendo que logo ele se multiplica. Além disso, é muito difícil encontrar este animal quando ele não está em um animal ou em uma pessoa. Existem alguns tipos de venenos que podem ser utilizados no local infectado para matar os carrapatos. Este mesmo tipo de veneno também pode ser utilizado para terminar com pulgas e outros tipos de animais que atacam as pessoas, dependendo da espécie dele.
Para cuidar das picadas de carrapatos, os procedimentos são os seguintes:

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Primeiramente retire o animal da pessoa ou do animal. Dependendo do tamanho, a retirada do animal pode ser dificultada devido as presas do animal estar na pela da pessoa. O ideal é que se retire de uma vez só. Tenha cuidado porque em alguns casos o animal pode deixar alguma aparte do corpo dele na pessoa.

  2. 2

    Depois, aplique gelo ou água gelada corrente no local da mordida para que a coceira diminua.

  3. 3

    Caso a pessoa sinta febre, enjoo, ou qualquer outro tipo de sintoma estranho nas 23 horas seguintes a mordida, é recomendado que se procure um médico.

Comentários
blog comments powered by Disqus