» Família » Educação dos Filhos » Como ensinar kc

Como ensinar kc

Galeria
Como ensinar kc


Neste artigo vamos aprender o que é, em química, a “constante de equilíbrio”, que se representa por “Kc”, e como se calcula.

A “constante de equilíbrio”, que é uma grandeza sem “dimensões” (e por isso se diz que é “adimensional”) e sem “unidade”, estabelece a relação, ou melhor, a proporção entre os “compostos químicos” presentes numa “reação química”, ou seja, entre os “reagentes” e os “produtos”.

Os “produtos” são os “elementos químicos” que resultam” da “mistura” entre os “reagentes”.

Numa “reação química” entre o “ácido clorídrico” e o “hidróxido de sódio” (os reagentes), resulta a formação de “cloreto de sódio” e de “água”, que são os “produtos” da “reação química”

A figura representa, de forma esquemática, uma molécula de “ácido clrorídrico”.

Instruções
  1. 1

    COMO CALCULAR A CONSTANTE DE EQUILÍBRIO

    Consideremos a seguinte “reação química”:

    “(r1 * R1) + (r2 * R2) → (p1 * P1) + (p2 * P2)”,

    Em que:

    - “[R1]” e “[R2]” são as “concentrações em equilíbrio” dos reagentes.

    - “[P1]” e “[P2]” são as “concentrações em equilíbrio” dos produtos.

    - “r1”, “r2”, “p1” e “p2” são os “coeficientes estequiométricos” ou “coeficientes de reação”.

    A “constante de equilíbrio” dessa “reação química” é calculada de acordo com a seguinte fórmula:

    “Kc = (([P1] (expoente p1) * [P2] (expoente p2)) / (([R1] (expoente r2) * [R2 ](expoente r2))”

    Vejamos o seguinte exemplo:

    “1 * H2 + 1 * I2 → 2 * HI”

    Sendo “0,01” as “concentrações em equilíbrio” dos “reagentes” e “0,007” a “concentração em equilíbrio do produto”, resulta:

    “ Kc = (0,07 (expoente 2)) / (0,01 * 0,01) = 49”

    Se uma determinada “reação química” puder ser expressa como a soma de duas ou mais “reações primárias”, designadas por “reações parciais”, a “constante de equilíbrio” daquela reação pode calcular-se como a “multiplicação” das “constantes de equilíbrio” das “reações parciais”.

    Considerando uma determinada “reação química”, que se pode exprimir como a soma de duas reações parciais, cujas “constantes de equilíbrio são “Kc1” e “Kc2”, a “constante de equilíbrio” da reação final é:

    “Kc = Kc1 * Kc2”

  2. 2

    CONCENTRAÇÃO QUÍMICA

    A “concentração” de um determinado “composto químico”, que se representa por “C”, e cuja unidade se exprime em “kg/m3” (quilograma por metro cúbico), é a relação entre a “massa” (“m”, expressa em “kg”) e o “volume” (“V”, expresso em “m3”) da “solução” em que esse “composto” se encontra diluído.

    A fórmula de cálculo da “concentração é:

    “C = m / V”

  3. 3

    EQUILÍBRIO QUÍMICO

    Uma determinada “reação química” diz-se que está em “equilíbrio”, quando a relação entre os “reagentes” e os “produtos” permanece constante ao longo do tempo.

  4. 4

    COEFICIENTE ESTEQUIOMÉTRICO

    O “coeficiente estequiométrico”, que é uma grandeza “adimensional”, que representa o número de moléculas de cada “composto químico” que participa numa determinada “reação química”.

Comentários
blog comments powered by Disqus