» Família » Educação dos Filhos » Como ensinar kp

Como ensinar kp

Galeria
Como ensinar kp

APRENDER CONSTANTE DE EQUILÍBRIO EM TERMOS DE PRESSÃO PARCIAL

Neste artigo vamos aprender o que é, em química, a “constante de equilíbrio” em termos de ”pressão parcial”, que se representa por “Kp”, aplicada aos “compostos químicos” designados por “gases”,e como se calcula.

Podemos definir “pressão parcial de um gás” como a pressão exercida por esse gás numa determinada “mistura gasosa” quando, ocupando o gás a do volume da mistura, a temperatura da mistura seja a mesma.

Um “gás” é uma forma de “matéria” sem forma e volume definidos, cujas partículas apresentam um movimento cujo comportamento não é possível prever.

A figura mostra a molécula de um gás, o ozono.

Instruções

Coisas que você precisa

  • Máquina de calcular científica
  1. 1

    EXEMPLOS DE GASES

    São exemplos de “gases” os seguintes “elementos químicos” e “compostos químicos”:

    - Oxigénio (símbolo químico: “O”).

    - Hidrogénio (símbolo químico: “H”).

    - Hélio (símbolo químico: “He”).

    - Azoto (símbolo químico: “N”).

    - Ozono (símbolo químico: “O3”).

    - Monóxido de carbono (símbolo químico: “CO”).

  2. 2

    CÁLCULO DA PRESSÃO PARCIAL

    Consideremos uma mistura gasosa contida num recipiente de volume “V”, e um gás “g”, contido nessa mistura.

    De acordo com a “equação de estado” dos “gases perfeitos”, a sua “pressão parcial”, “Pg”, é calculada de acordo com a seguinte fórmula:

    “Pg = (ng * R * T) / V

    em que:

    - “ng” é o número de “moles” (“quantidade de matéria”) desse gás-

    - “R” é a constante universal dos “gases perfeitos”, que vale “8,31447(2) J/(mol*ºK) – “joule, por mol por grau Kelvin”

    - “T” é a temperatura medida em “graus Kelvin” (“ºK”)..

    No “Sistema Internacional de Unidades” (SI), “joule” (símbolo: “J”) é a unidade de “energia”, “mol” (símbolo: “mol”) é a unidade de “quantidade de matéria” e “grau Kelvin” (símbolo: “ºK”) é a unidade de “temperatura termodinâmica”.

  3. 3

    RELAÇÃO ENTRE “Kp” E “Kc”

    A “ constante de equilíbririo em termos de pressão parcial” pode ser calculada a partir da “constante de equilíbrio em termos de concentração” (“Kc”), a partir da seguinte fórmula:

    “Kp = Kc * ((R * T) (expoente Δn)”

    “R” e “T” têm o significado indicado no passo anterior.

    “Δn” = (p1 + p2) – (r1 + r2), em que “r1”, “r2”, “p1” e “p2” são os “coeficientes estequiométricos” de uma determinada “reação química”, como aquela que a seguir se representa:

    “(r1 * R1) + (r2 * R2) → (p1 * P1) + (p2 * P2)”,

    O “coeficiente estequiométrico”, que é uma grandeza “adimensional”, representa o número de moléculas de cada “composto químico” que participa numa determinada “reação química”.

  4. 4

    GASES PERFEITOS

    Um “gás perfeito”, ou um “gás ideal” é um modelo teórico utilizado para estudar o comportamento dos gases.

    Os “gases perfeitos” obedecem às seguintes leis “fisico-químicas”:

    - Lei de Boyle – Mariotte

    - Lei de Charles

    - Lei de Gay – Lussac

    - Lei de Avogadro

Comentários
blog comments powered by Disqus