» Família » Educação dos Filhos » Como ensinar química inorgânica

Como ensinar química inorgânica

Galeria
Como ensinar química inorgânica

Introdução
A vida surge num meio inorgânico: água. Esta é base da Química Inorgânica.

95% das substâncias existentes no planeta Terra são substâncias inorgânicas.
70% (homens) a 90% (águas vivas) dos seres vivos são substâncias inorgânicas (água).
O ar atmosférico contém 78,09% N, 20,95% O , 0,93% Ar e 0,039% mínimas quantidades de outros gases.
98% da melancia e do pepino é material inorgânico: água.

Há duas maneiras de ensinarmos: indo diretamente ao ponto, uma maneira “hard”...ou contando uma história e surpreendendo o ouvinte, uma maneira bastante “soft”. Ao fim e ao cabo, vamos chegar ao mesmo lugar, só que, do modo “soft”, prazerosamente. ,

Com a Química, em especial a Química Inorgânica ou Geral, é isto que se dá. Não raro, encontramos alunos dizendo que “odeiam” Química. Qual será a razão? Vamos tentar responder uma pequena parte desta pergunta e deixamos aos leitores que respondam o resto.

Ao pensarmos juntos em “como ensinar Química Inorgânica” estamos fazendo uma opção. Talvez, para ensiná-la, basta que olhemos ao redor, deixando que as coisas do mundo falem e possamos usar sua composição química para nos aprofundar neste conhecimento e tornar nosso aluno mais interessado em nossas aulas.

De qualquer forma, nem tudo é poético em nosso magistério, mas não há quem não se sinta muito interessado se, em nossas aulas de Química, entremearmos situações-limite: um bebê, na barriga da mãe...em meio aquoso.

Contextualizando Química Inorgânica
É preciso que venhamos a clarificar alguns pontos e situar o conteúdo do Química no ponto onde a vivenciamos...e que provavelmente nosso aluno não tem a menor ideia: nosso estudo de Química moderna é um estudo pós-estrutura atômica.

Química: uma visão de mundo pós-estrutura atômica
Pergunte-se: será que seu aluno sabe o que isto significa. Se não sabe (e provavelmente não), por que iniciar por matéria, substâncias, mudanças de estado, propriedades da matéria, misturas e outros conceitos classicamente básicos como estes?

E, em seguida, falar sobre isótopos, isóbaros e isótonos, assim, do nada. Discutir massa e energia numa visão quântica. Seria o mesmo que falarmos das tensões européias atuais, sem que o aluno soubesse da Guerra Fria, da queda do muro de Berlim, da unificação européia em torno do euro, dos movimentos sociais e suas exigências em torno de programas meritórios - educação, saúde, seguridade social e outras benesses pagas pelos estados europeus e produtoras do déficit público que agora está sendo cobrado pela União Européia.

Uma questão de estratégia: como pensar Química
Um pouco de filosofia sempre cai bem nesta hora e, apesar de termos uma carga horária a cumprir, um grande volume de matéria a ensinar, que tal tirarmos uma ou , no máximo, duas aulas iniciais para, gradualmente, fazer um percurso entre os pré-socráticos e sua pergunta fundamental: qual a realidade última das coisas, de que é composto o mundo, qual seu princípio unificador?

Não são perguntas muito diferentes das que todos nos fazemos: por que nascemos e somos, para onde vamos e outras do mesmo tipo. Por certo, ao levar estas perguntas aos seus alunos, eles irão debater, dar opiniões, criar um ambiente propício à especulação. E você poderá encaminhar as diversas opiniões para...Demócrito e a primeira teoria atômica.

A partir daí, os passos a seguir serão os clássicos de qualquer bom livro de Química, sem contar que, atualmente, você ainda dispõe de vídeos do Youtube, filmes, animações, laboratórios virtuais, uma profusão de imagens e muito exemplário relativo à Química.

Instruções
  1. 1

    Trazendo a Química ao concreto mais óbvio. Observe esta definição de átomo por Demócrito:
    “ O mundo é feito de duas partes, o pleno e o vazio. O pleno é dividido em pequenas partículas,chamadas átomos. Os átomos são indivisíveis, infinitos, e ternos, absolutamente simples; são todos iguais em qualidade, diferem em forma, ordem e posição. Qualquer substância é feita desses átomos, cujas possíveis combinações são infinitas. Os objetos existem enquanto os átomos que os constituem se mantiverem juntos. As mudanças da realidade explicam-se pela contínua agregação e desagregação de átomos.” Demócrito de Abdera

    Uma pedaço de pão, um prato e uma faquinha afiada; ou uma folha de papel e uma tesoura. Cortar ou rasgar, até chegar ao menor pedaço possível. Ao fazermos os alunos brincarem de reduzir ao menor pedaço possível, refazemos o caminho de Demócrito de Abdera no século V a.C ao propor sua primeira teoria atômica. Aí está o conceito de átomo (a + tomom – in + divisível ).

    Para os atomistas gregos – Zenão, Leucipo e, posteriormente. Demócrito - o mundo podia ser pensado a partir do concreto e, daí, principalmente com Demócrito, cuja obra chegou até nós por diferentes caminhos, surge a primeira teoria atômica. Observe como é elegante sua definição de mundo. Dentro do que se conhecia naquele momento, não dá para fazer melhor.

    Que tal perguntar a seus alunos se eles podem dar uma outra definição de mundo...em grupos, reunidos, pensando juntos, para agitar um pouco.

    A partir daí, uma opção é falar em 23 séculos depois – século V a.C até o início do século XIX d.C (1803) – quando John Dalton retomou a ideia de Demócrito ao dizer que “os átomos são esferas maciças, homogêneas, indivisíveis e indestrutíveis”.

  2. 2

    Resolvida a base da teoria atômica, alguns caminhos se descortinam:
    a) mostrar a série de experiências e desenvolvimentos teóricos de Crookes (1856), Goldstein (1886), Becquerel (1896), Thomson (1898), Planck (1900), Nagaoka (1904), Rutherford (1911), Bohr (1913), Sommerfeld (1916), Chadwick (1930)...passando por Einstein, a Teoria da Relatividade e sua famosa equação E =mc 2.

    Einstein, após ser conhecido como um dos principais cientistas do século XX, tornou-se o símbolo da genialidade. Fotografado em todos os lugares onde ía, na fase das polêmicas sobre a Teoria da Relatividade, marco da Física atômica contemporânea, foi protagonista na defesa da bomba atômica junto ao governo americano.

    Em 1939, a descoberta a fissão do átomo permitiria que se construisse uma bomba atômica na Alemanha. Einstein em carta ao President Franklin Roosevelt – junto com os cientistas Eugene Wigner, Edward Teller, and Leo Szilard - sugeriu que um projeto de pesquisa nesta área fosse iniciado, o que resultou no Projeto Manhatan e na construção dos primeros artefatos atômicos nos EUA. Dois deles foram lançados sobre o Japão, em 1945 – Hiroshima e Nagasaki.

    É uma história muito interessante e muito bem documentada e pode ser vista em:

    http://www.qmc.ufsc.br/qmcweb/artigos/nuclear/bomba.html

    Este pode ser uma história de impacto sobre o tema estrutura atômica e o mundo após a fissão nuclear.

    Como você pode ver, há muita história para contar em Química Moderna e entre seus protagonistas, especialmente a partir da descoberta da estrutura atômica e os desenvolvimentos decorrentes, até a contemporaneidade.

    E o jeito hippie de Einstein, imagem-ícone do século XX, é altamente cativante e nos permite mostrar aspectos históricos e humanos da aventura das ciências na passagem dos séculos XIX e XX.

  3. 3

    A partir da terceira ou quarta aula, com certeza na segunda semana, você pode entrar no assunto clássico – Estrutura Atômica Básica – discutindo massa e carga das partículas fundamentais, elementos químicos, átomos e íons, massa do átomo, massa atômica, peso atômico, simbologia da IUPAC, se quiser pode falar um pouco de Berzelius e o vitalismo (1807 – importante como conceito a ser superado em Biologia e Química Orgânica), pode e deve falar sobre a energia atômica – Hiroshima e Nagazaki (1945), a energia atômica e as centrais nucleares, desatres como o de Chernobyl (2009), o de Fukushima (2011) e as energias alternativas sendo discutidas a partir deste cenário.

    Você já estará num mundo “relativizado”, um alto grau de abstração, mas os alunos estarão aptos a seguir raciocínios científicos um pouco mais sofisticados. Seria um mundo pós-Einstein.

    Nesta altura, os alunos já estarão discutindo mais maduramente a Química em seu dia a dia e, em seus testes quinzenais e provas bimestrais, sugerimos que você sempre coloque algo prático, uma questão em 10, para que os alunos pensem concretamente sobre a Química e o mundo que os cerca.

  4. 4

    Sem dúvida, a partir deste momento, os alunos estarão aptos a manusear uma Tabela Periódica e assuntos clássicamente sequenciados podem ser trabalhados:
    > Classificação Periódica dos Elementos
    > Ligações Químicas
    > Oxidação e Redução
    > Funções Inorgânicas
    > Reatividade química e propriedades químicas de ácidos, bases, sais e óxidos
    > Toda a área de Estequiometria, cálculos e leis das combinações químicas.

    Possivelmente os alunos estarão dominando os conceitos básicos. Lembre-se: a cada novo conceito teórico, exercícios - uma bateria em sala e outra "para casa". Dúvidas na próxima aula.

    Você e seus alunos estarão se encaminhando para o mundo da energia atômica e das fontes alternativas e, toda semana, nas revistas e jornais saem muitos artigos: Chernobyl, acidentes atômicos no Japão, usinas de Angra dos Reis e outros assuntos ligados ao tema.

  5. 5

    Como mantemos o foco ...e o marketing de nossas aulas de Química.
    É importante sempre fazermos um paralelo com nossa vida do dia a dia, com situações comuns numa cozinha, análise de desastres que possam ocorrer por contato entre substâncias químicas e, por exemplo... o MacGyver, aquele cientista jovem dos anos 80 que resolvia situações de espionagem com barras de chocolate, canivete suiço, chicletes e ...muita química e física práticas.
    http://www.trash80s.com.br/2009/04/por-onde-anda-macgyver/

    Hoje, com pouquíssimo investimento, você pode acrescentar às aulas de Química laboratórios virtuais, videos do Youtube, chats gratuitos e muito mais. Estes recursos vão tornar suas aulas muito especiais. Servem para abertura das aulas cotidianas e trazem a atenção dos alunos para a Química, de um modo geral.

    Lembre-se: você e suas aulas de Química são um produto e é necessário ter um bom marketing para suas aulas. Um bom marketing só acontece quando cativamos nossa audiência.

    Profissão Perigo
    http://www.youtube.com/watch?v=BJ1tiBUZGQo

Comentários
blog comments powered by Disqus