» Casa » Segurança e Dicas Domésticas » Como evitar a malaria

Como evitar a malaria

Galeria
Como evitar a malaria

A malária constitui um sério problema de saúde pública no Brasil, especialmente na Região Norte. A doença é causada pelos parasitas do gênero Plasmodium. A transmissão ao ser humano se dá por meio da inoculação do agente etiológico pelo inseto vetor, as fêmeas do mosquito Anopheles.

A doença leva a um quadro de febres intermitentes, dor de cabeça, cansaço, mialgia. Casos graves são mais frequentes em crianças e gestantes, sendo caracterizados por convulsões, icterícia, hipoglicemia, convulsões, podendo levar à morte.

Veja como prevenir e evitar a malária.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Há diferentes formas de se evitar a malária, sendo certo que determinadas medidas são de proteção exclusivamente individual e outras de cunho coletivo. Dentre as medidas de profilaxia individual, o uso de repelente nas regiões descobertas do corpo, sem a proteção de calçados e vestimentas, é uma das atitudes mais recomendadas pelos profissionais da saúde, principalmente para indivíduos em vivem em áreas endêmicas ou estejam visitando regiões acometidas pela doença.

    O uso de telas de proteção em janelas e mosquiteiros sobre as camas constitui atitude preventiva à doença. Velas e incensos de citronela são outros instrumentos eficazes no combate ao mosquito vetor da malária.

    Estudos científicos comprovaram que o consumo de alimentos que exalam odor forte, como o alho, é uma conduta que auxilia a espantar os mosquitos. Esta conduta, entretanto, não deve ser usada isoladamente, haja vista a sua alta probabilidade de falha. Outra conduta recomendada é que se evite caminhar por matas fechadas no período do entardecer, haja vista o mosquito Anopheles ser de hábitos noturnos.

  2. 2

    Em âmbito coletivo, recomenda-se que as comunidades que sofram com a doença de forma endêmica busquem soluções para o combate ao inseto vetor, através de medidas de saneamento básico, o que impede o surgimento de criadouros do mosquito, além de combate às larvas do Plasmodium, que se desenvolvem em ambiente aquático.

    As autoridades das regiões endêmicas devem igualmente incentivar a implementação de medidas sócio-educativas, de modo a maximizar as medidas de prevenção à malária em toda a comunidade.

  3. 3

    Outra forma de evitar a malária é por meio de imunização via vacina. Esta forma de profilaxia, entretanto, não apresenta ainda consenso entre os profissionais da Medicina e encontrar-se ainda em fase de experimentação. O ideal, desta forma, é manter o bom senso e somente fazer uso da vacina em situações emergenciais, como a ida à uma região endêmica desprovida de saneamento básico e urbanização, como os ambientes de floresta.

Comentários
blog comments powered by Disqus