» Dinheiro » Negócios » Como fazer justificativa de um projeto

Como fazer justificativa de um projeto

Galeria
Como fazer justificativa de um projeto

Neste artigo vamos aprender como se faz, ou melhor dizendo, como se elabora, a justificativa de um projeto, cuja designação técnica, e que deve ser utilizada, é Memorial Descritivo.

O Memorial Descritivo é um documento escrito, que faz parte do conjunto das Peças Escritas de um projeto, e que é normalmente elaborado por arquitetos ou engenheiros.

Esse documento, que deve ser sempre elaborado em qualquer fase do projeto, pode ser feito em impressos normalizados por entidades com responsabilidade na apreciação e validação do projeto, como o exemplo que se apresenta na imagem, ou feito segundo um modelo próprio desenvolvido por empresas de engenharia e arquitetura, ou pelos profissionais do ramo.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    FASES OU ETAPAS DE UM PROJETO

    Qualquer tipo de projeto contém normalmente quatro fases que são as seguintes:

    - Estudo preliminar- esta fase contém fundamentalmente as descrições da obra e respectivos constrangimentos, das instalações a projetar e as principais caraterísticas técnicas pretendidas.

    - Anteprojeto – esta fase deve conter todas as peças, escritas e desenhadas, consideradas relevantes, e com o detalhe suficiente, para compreensão da concepção do projeto.

    - Projeto de Licenciamento (também chamado de Projeto Legal) - nesta fase são elaboradas as peças de projeto necessárias para que a entidade responsável avalie o projeto e proceda à sua validação.

    - Projeto Executivo – esta fase corresponde à produção de todos os elementos, escritos e desenhados, necessários para a construção de uma obra ou a manufaturação de um produto.

    Em projetos de pouca complexidade algumas destas fases poderão não ser elaboradas, e em caso extremo, ser apenas feito o Projeto Executivo.

  2. 2

    O MEMORIAL DESCRITIVO

    Por simplicidade de escrita vamos abordar o Memorial Descritivo (MD) para a realização de uma obra, mas os princípios aqui enunciados aplicam-se, com as devidas adaptações, a qualquer tipo de atividade técnica, como por exemplo a manufatura de um produto.

    O Memorial Descritivo deve seguir uma estrutura que se rege por padrões internacionalmente aceites, contendo pelo menos os seguintes capítulos:

    - Introdução, com a identificação da obra e da instalação objeto do MD.

    - Descrição da obra e do local onde a mesma se realiza.

    - Identificação dos constrangimentos dos trabalhos, como por exemplo os devidos aos agentes atmosféricos.

    - Identificação dos normativos legais e normas técnicas de qualidade utilizadas na elaboração do projeto.

    - Identificação dos cálculos efetuados e respetivos valores.

    - Descrição das soluções de projeto adotadas.

    - Descrição das várias partes da instalação e equipamentos, bem como as respetivas caraterísticas principais.

    - Metodologia de trabalho a ser utilizada.

    - Segurança e higiene no trabalho, e medidas a adotar.

    - Conclusões, se for caso disso.

  3. 3

    ANEXOS DO MEMORIAL DESCRITIVO

    Para além dos desenhos do projeto, o MD deve ser complementado por mais alguns documentos escritos, entre os quais se salientam:

    - Detalhe dos cálculos efetuados.

    - Especificações técnicas detalhadas dos equipamentos ou operações mais importantes ou específicas.

    - Folhas de levantamento do material.

Comentários
blog comments powered by Disqus