» Alimentos » Receitas » Como fazer molho shoyo caseiro

Como fazer molho shoyo caseiro

Galeria
Como fazer molho shoyo caseiro

O molho shoyo, também conhecido como molho de soja, foi introduzido na culinária brasileira através os imigrantes japoneses que por aqui se instalaram. No inicio era difícil conseguir o molho. Quando as industrias perceberam que esse seria um mercado promissor, começaram a fabricar algo semelhante. Porém nem de perto se parece com o original japonês. Por isso que alguns imigrantes preferem preparar o seu próprio molho para dar o sabor especial a comida. Várias etapas são necessárias até que fique pronto o molho. Principalmente no que diz respeito à fermentação.

Instruções

Coisas que você precisa

  • Algumas garrafas para armazenar, bacia, papel celofane.
  1. 1

    Ingredientes: Soja, milho, trigo e sal refinado. Deverá usaar algum tipo de fermento. No original, os japoneses utilizam o aspergillus orizae, no entanto, é um fermento muito difícil de encontrar. Se não encontrar utilize um fermento de batatas. Não é a mesma coisa, mas pode ficar parecido. Encontrados todos os ingredientes, coloque o soja, o trigo, o milho e o sal com um pouco de água dentro de um pote. Feche bem e deixe eles fermentarem naturalmente. Esse processo deve levar de dois a três dias. Aconselho a deixar mais tempo. A fermentação não corre risco de ser demasiada. Quando estiverem fermentados vão começar a levantar borbulhas. Fica fácil de saber. Depois dessa etapa, coloque o fermento com os ingredientes fermentados naturalmente dentro de uma bacia maior. Cubra a bacia com papel celofane e deixe até crescer o máximo que puder. Depois coloque o preparo dentro de garrafas fechadas. Deve colocar somente até a metade. Deixe essa fermentação por pelo menos um ano. Depois desse tempo estará pronto para consumir. Você pode acelerar a fermentação utilizando alguns conservantes, mas aí é mais fácil comprar no mercado. Procure um japonês “original” que ele vai te explicar bem o processo. Quando adicionar o fermento aos ingredientes, coloque a mistura em garrafas. Não encha as garrafas, muito pelo contrário, deixe pelo menos a metade da garrafa vazia. O fermento vai fazer a mistura crescer e, para isso, precisa de espaço.

Dicas e AVISOS
  • De tempos em tempos, certifique-se do processo de fermentação. Se as garrafas tiverem cheias, retire um pouco do conteúdo e passe para outra garrafa vazia. POderá dividir em duas. Aconselho a colocar pouca mistura em uma garrafa para não precisar abrir durante o ano de fermentação. Esse procedimento pode comprometer qualidade do molho.
Comentários
blog comments powered by Disqus