» Hobby » Artes e Entretenimento » Como fazer pintura futurista

Como fazer pintura futurista

Galeria
Como fazer pintura futurista

O futurismo é um movimento artístico que se iniciou no final do séc XIX na Europa. A fundamentação do movimento está diretamente relacionada com o seu nome, ou seja, queria quebrar os paradigmas do passado e acelerar a construção do futuro. Outrossim, não era interesse dos futuristas, a arte de linhas retas, únicas e sem movimento. Baseavam-se basicamente no avanço industrial e rejeitavam a moral da época que, segundo os autores futuristas, era voltada ao passado. Usou-se muito na propaganda. O movimento chegou ao Brasil na segunda metade do séc XX.

Instruções
  1. 1

    Para fazer uma pintura futurista, o artista não deve se ater a linhas exatas e, muito menos dar uma aparência fechada a obra. Precisa exatamente fazer contornos que demonstre a união da obra, mas, que ao mesmo tempo, seja um conjunto de traços, os quais demonstre a vivacidade e busca pelo novo. Não se deve desenhar nada tradicional como um quadro ou figura sem perspectiva. Esse tipo de desenho era o tradicional. E era essa arte que criticavam os futuristas. Desenhos futuristas devem interagir entre si. Busque uma comunicação entre traços curtos e longos. Nunca termine os traços fazendo com que um se encontre ao outro. Para dar clareza a pintura futurista, se utilize de onomatopéias. Faça pequenas palavra que pareçam ter sons, como, hummmmmmmmmmmmm, ôôôôô, éééééééé, iiiiiiiiiii,, auuuuummmmm, atchimmmmm...entre outras. Essas palavras dão sentido a unidade do desenho e suas representações. Desenhe formas e cores vivas para passar a impressão de novo e interessante. Desenhe uma figura sobre a outra. Se preferir utilize traços no lugar de figuras. Essa interação passará a idéia de dinâmica. Talvez o futurismo seja a semente da publicidade que ainda germina. Se for fazer uma pintura futurista, não busque inspiração em outras artes. Deve criar seu próprio desenho sempre considerando a originalidade. O seu desenho deve demonstrar a possibilidade de movimento e interação entre traços e realidade. Não faça um desenho fechado e sem vida. Deve dar a entender que aquele objeto continua buscando o desenvolvimento e que, em alta velocidade, aparecem outros elementos, com os quais os objetos se interagem. Não pinte um avião no chão e sim as formas que ele é capaz de deixar no ar com seu movimento, dinamismo interação com outros elementos. A figura a ser desenhada sempre deve estar rodeada de outras que fazem parte de seu campo e mesmo aquelas que não percebemos, mas sabemos que existem.

Comentários
blog comments powered by Disqus