» Casa » Como fazer referencia bibliografica

Como fazer referencia bibliografica

Galeria
Como fazer referencia bibliografica

Referências bibliográficas são muito importantes quando se escreve algum texto em que há citações, pois permitem ao leitor identificar a fonte daquilo que estão lendo. No Brasil, a forma correta de redigir referências bibliográficas é regulamentada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Conheça agora passo a passo como fazer referencia bibliográfica, seja de site ou de livro e muito mais.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Há regras específicas para cada tipo de citação, muitas vezes gerando dúvidas em quem está escrevendo um artigo, por exemplo. Neste guia, serão abordadas algumas dessas regras básicas, começando pela citação direta, aquela que ocorre quando o que o autor disse é incorporado ao seu texto entre aspas, dentro do contexto daquilo que você está escrevendo.
    No caso da citação direta, depois do sobrenome do autor, deve constar o ano da publicação e o número da página. Para ficar mais claro, podemos utilizar como exemplo o trecho de qualquer livro publicado. Acompanhe:

    Conforme afirmou Profeta (2007, p. 301), a “guerra estava oficialmente encerrada e aqueles que mereciam foram devidamente honrados. Finalmente chegara o fim...”. Neste caso, o trecho foi retirado do livro Continental: As 3 Esferas, que deve ser identificado nas referências (ao final do texto) da seguinte maneira:

    PROFETA, Guilherme. Continental: As 3 Esferas. Santa Cruz do Rio Pardo: Editora Viena, 2007. v2.
    Note no exemplo acima que o sobrenome do autor é escrito em letras maiúsculas, seguidos de seu nome em letras minúsculas. O título do livro, na sequência, é grafado em negrito. Na sequência, devem vir o nome da cidade em que o livro foi impresso, a editora e o ano, seguidos do número do volume (nos casos em que um mesmo livro tem mais de uma parte). Dessa forma, tem-se o modelo:

    SOBRENOME, Nome. Título do livro. Cidade: Editora, ano.
    Seguindo o modelo acima, tudo fica mais fácil. Pode haver outras situações em que a citação não é direta (dentro de aspas), mas ainda assim você está usando ideias de outro autor e, por isso, é preciso citá-lo. Nas referências (ao final do texto), não há diferença na forma de identificar o livro, mas há uma diferença que deve ser aplicada no corpo do texto. Para entender melhor, vamos utilizar o mesmo exemplo: Conforme afirmou Profeta (2007), a guerra havia acabado e os merecedores já haviam recebido suas honrarias. Note que, neste caso, não há aspas (já que as palavras são outras) e também não é identificada a página do livro, apenas a ideia principal do autor.

  2. 2

    Em outros casos, você pode querer citar uma citação dentro de outra citação. Parece complicado, mas não é. Vamos analisar este exemplo: A imprensa é “como um diário de sua época, cuja consulta é necessária às gerações futuras, inclusive para descobrir os mais finos estímulos da vida pretérita” (BAUER, 1957 apud MELO, 1972, p. 33). Este trecho usa a palavra latina apud, que significa conforme. Ou seja, esta citação significa que o autor chamado Melo citou outro autor chamado Bauer em seu livro publicado em 1972, na página 33. Para saber mais detalhes sobre esse livro, você precisaria olhar as referências e, neste caso, é isto que você encontraria:

    MELO, José Marques de. Estudos de Jornalismo Comparado. São Paulo: Editora Livraria Pioneira, 1972.

  3. 3

    Note que a referência acima segue aquele mesmo modelo já apresentado, que vai se mostrar muito útil para se fazer citações de livros. Essas são as regras básicas, e outras mais complexas podem ser encontradas no manual da ABNT, disponível em vários formatos em sites de várias universidades brasileiras. Lembre-se ainda que jornais, revistas e sites informais geralmente não seguem essas normas, utilizando formatos simplificados e não padronizados para citar fontes bibliográficas. Mas, mesmo assim, deve constar, obrigatoriamente, o nome do autor e o nome do livro. Preferencialmente, deve aparecer também o ano da publicação e a página.

Comentários
blog comments powered by Disqus