» Hobby » Como fazer um vestido tubinho: confira dicas

Como fazer um vestido tubinho: confira dicas

Galeria
Como fazer um vestido tubinho: confira dicas

Foi Audrey Hepburn no filme "Bonequinha de Luxo", de 1961, onde usava um preto, justo e sem mangas, quem marcou o sucesso do vestido tubinho, que já atravessa gerações. Mas foi Coco Chanel que o criou, em 1920, partindo de linhas retas e decote quadrado, quebrando a tendência romântica da época. O vestido tubinho é um curinga do guarda roupa feminino que pode ser usado nas mais diversas ocasiões e permanecer acertado além disso, se ajusta a todos os tipos de corpo. É o vestido que toda mulher vaidosa costuma ter ao menos um em seu armário.

Instruções

Coisas que você precisa

  • tesoura
  • tecido
  • giz
  • máquina de costura
  • papel pardo ou papel jornal
  • linha de costura
  1. 1

    Um vestido tubinho com um corte reto, acinturado e sem marcar demais as curvas dificilmente desfavorece uma mulher, pois a deixa mais alta e magra. E por ter um corte simples um vestido tubinho em um bom tecido funciona como um camaleão da moda, pois basta mudar sapatos, acessórios, cabelo e maquiagem que o vestido frequenta desde o escritório, a balada até um coquetel ou casamento. E ter um vestido tubinho feito em casa mesmo não é tão difícil.

  2. 2

    Faça um vestido tubinho em malha, se quiser bem colante e sexy, ou em um tecido mais encorpado, que marque menos as formas do corpo e mostre mais elegância que jovialidade, porém usando o mesmo molde e as mesmas instruções básicas.

    Em papel pardo ou jornal desenhe o molde partindo do molde básico dado.
    Dobre o tecido e o molde ao meio.
    Coloque o molde sobre o tecido e marque com um giz ao redor dele no tecido.
    Recorte o tecido com cerca de 2 cm de sobra para as costuras (no caso da malha ou outros tecidos elásticos essa sobra não é necessária).
    O procedimento é o mesmo tanto com a parte da frente quanto com a das costas.


  3. 3

    Una parte direita com parte direita e costure os ombros com o ponto zig-zag na borda do tecido, se este for malha, e com ponto reto à 2 cm da borda, na marcação feita com giz se o tecido for não elástico.
    Faça o mesmo com as laterais do vestido.
    Os vestidos com tecidos encorpados provavelmente precisarão de algum espaço deixado em forma de fenda para facilitar os movimentos. Deixe em uma das laterais ou nas duas.
    Dobre a barra duas vezes e passe uma costura reta.
    Para o acabamento, faça dobras como as da barra nas cavas e no decote da frente e das costas e costure com ponto reto.
    No acabamento de cavas e decotes de tecidos não elásticos será necessário fazer pequenos piques com a tesoura para que o tecido seja dobrado para dentro antes de ser costurado para o acabamento.
    Se achar necessário, faça pences que marquem suavemente a cintura para os vestidos feitos em tecido não elástico.

Comentários
blog comments powered by Disqus