» Hobby » Esportes » Como lutar

Como lutar

Galeria
Como lutar



Para tal é necessário praticar artes marciais, pelo que vamos conhecer o que corresponde a tal designação, os seus diversos tipos e as respetivas competições.

O conhecimento dos diversos tipos de artes marciais permite a opção pela qual se quer praticar.

Falaremos também da prática das artes marciais no Brasil.


Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1


    As artes marciais, cujo termo é originário da civilização greco-romana, são uma forma de combate sem o recurso a armas de fogo, e que são utilizadas como modo de defesa pessoal e também como esporte.

    Neste artigo iremos abordar as artes marciais sem recurso a qualquer tipo de arma, envolvendo a luta corpo a corpo, e que são praticadas esportivamente em todo o mundo.

    Grande parte das artes marciais tem origem em países do leste do continente asiático:

    - Judô, sumô, jiu-jítsu e caratê, de origem japonesa.

    - Taekwondo, de origem coreana.

    - Wushu, mais conhecido como kung-fu, de origem chinesa.

    - Muay Thai, ou boxe tailandês.

    De origem ocidental distinguem-se o boxe, de origem inglesa, o kickboxing americano, o savate, ou boxe francês, praticado tal como o kickboxing com as mãos e com os pés e wrestling, palavra de origem norte-americana, que congrega sob essa designação a luta greco-romana e a luta-livre, que constituem as duas disciplinas de luta olímpica e as artes marciais mistas (MMA do acrônimo em inglês).

    Destas artes marciais o boxe é a única modalidade que também é profissional.



  2. 2


    As competições de artes marciais são os campeonatos nacionais, continentais e mundiais, os Jogos Pan-Americanos e os Jogos Olímpicos.

    As modalidades olímpicas são a luta greco-romana (desde 1896), a luta livre (desde 1920), o boxe (desde 1904), o judô (desde 1972) e o taekwondo (desde 2000).

    As competições de artes marciais são disputadas por atletas masculinos e femininos, com uma divisão por idades e por categorias, associadas ao peso dos competidores, definido em função do sexo e da idade do praticante.

    No judô, caratê, jiu-jítsu e taekwondo os atletas são hierarquizados segundo a cor do cinturão que ostentam, no quimono (o equipamento de competição), e que traduz a sua evolução.

    Nas competições de boxe, taekwondo e kickboxing os praticantes devem usar pelo menos proteções para a cabeça (capacete) e para os dentes.

    As diversas modalidades de artes marciais têm as suas técnicas próprias que devem ser aprendidas e treinadas, para que elas possam ser praticadas.

    As artes marciais orientais obedecem ainda a um conjunto de rituais, que derivam do fato de serem também consideradas como uma filosofia de vida, sendo de destacar o esportismo e o auto controlo que os seus praticantes devem demonstrar e a saudação entre os competidores no início e no final do combate.

    De acordo com essas regras os lutadores procuram aplicar “golpes” aos adversários, por forma a marcarem pontos.

    A vitória num combate é alcançada pelo competidor que assegura o maior número de pontos (vitória aos pontos), ou pondo o adversário fora de combate.

    Um praticante fica fora de combate por “knock-out”, ou nocaute ,(KO) no boxe, no kickboxing e no savate.

    No judô e no caratê, neste caso dependendo do sistema de pontuação utilizado, a situação de fora de combate é alcançada por projeção, assentamento de costas e imobilização (ippon), o que também é válido para a luta-livre e na luta greco-romana.

    A imagem mostra um combate de caratê.

  3. 3


    A prática esportiva das artes marciais no Brasil é bastante popular, disputando-se campeonatos nacionais e estaduais.

    Nos diversos lugares do Brasil existem clubes e associações esportivas dedicadas à prática das artes marciais, tendo os atletas brasileiros obtido medalhas em campeonatos mundiais e Jogos Olímpicos, principalmente no judô (o mais medalhado), no caratê e no jiu-jítsu.

    Através dos websites das Confederações Brasileiras de Judô, Jiu-Jítsu, Karatê, Taekwondo, Kung Fu/Wushu, Boxe, Kickboxing, Savate e de Lutas Associadas (greco-romana e luta-livre), o candidato a praticante poderá encontrar as federações estaduais associadas, bem como os clubes e associações esportivas reconhecidas, para escolher a que mais lhe interessa.

Comentários
blog comments powered by Disqus