» Dinheiro » Procura por Emprego e Vida Profissional » Como obter licença para abrir ter um carrinho de cachorro-quente

Como obter licença para abrir ter um carrinho de cachorro-quente

Galeria
Como obter licença para abrir ter um carrinho de cachorro-quente

Se você está pensando em abrir um carrinho de cachorro quente, deve saber que é necessário conseguir uma licença para tal empreendimento. Não é algo difícil de se conseguir, mas sem ela o empresário incorrerrá em infração. É preciso ficar atento para o local em que o empreendimento se localizará, pois cada municipio tem leis específicas. Em alguns caos o alvará de funcionamento poderá ser requisitado. Se isso acontecer vá até a prefeitura municipal e faça os tramites legais. Alguns municípios não exigem o alvará, mas deve ter o registro de autonomo. Cada município tem suas regras próprias regras para esse tipo de empreendimento. Contudo, se enquadram na legislação geral para bares, restaurantes e ambiente para alimentação. Certifique-se de que o local está rreservado para um carrinho de cachorro quente. Normalmente é especificado com faixas amarelas próximo a faculades, escolas, ponto de aglomeração de público. Isso varia de município para município.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Depois de encontrar o melhor local, vá até a prefeitura em busca do alvará (se esse for exigido). O carrinho passará por vistorias junto ao órgão municipal para liberação. A vigilância sanitária será responsável pelo liberação ou não do funcionamento.
    Esse é o típico negócio que a vigilância sanitária faz uma marcação cerrada, pois existe muito desleixos em carrinhos e barraquinhas de cachorro quente. Sempre aja de acordo com a legislação e suas implicações. Preste atenção à validade dos produtos utilizados na confecção dos lanches. Os utensílios devem estar sempre limpos. Mantenha o ambiente limpo, organizado e agradável. Quem faz o lanche deve usar toucas e luvas. Mantenha as unhas sempre limpas. Não deixe nada que seja desnecessário no seu carrinho. Sempre esteja atualizado com relação ás orientaçãos dos técnicos da vigilância sanitária. Os produtos devem estar sempre na temperatura ideal. A legislação costuma ser muito rigorosa com quem não cumpre com as normas de higiene e em muitos casos é necessário participar do curso de boas praticas de manufatura. Apesar da prefeitura se importar com a arrecadação, na venda ambulante a preocupação maior é com a saúde pública. Esclareça todas as duvidas na prefeitura da cidade antes de por o projeto em prática. Seguindo os passos corretos o sucesso é garantido.

Comentários
blog comments powered by Disqus