» Dinheiro » Como Planejar os Gastos da Viagem com IOF Alto

Como Planejar os Gastos da Viagem com IOF Alto

Galeria
moedas

O aumento do IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) preocupa os viajantes que pretendem ir para destinos internacionais. A tarifa influencia no orçamento da viagem, já que os pagamentos feitos em cartão de crédito e débito, saques internacionais, cheques e carregamento de cartões pré-pagos são as formas mais comuns de lidar com o dinheiro de forma segura em outro país. A única forma de pagamento que não é tão influenciada pelo IOF é a troca de reais por moeda estrangeira, mas carregar muito dinheiro durante a viagem não é algo seguro, por isso selecionamos algumas alternativas e dicas de como lidar com IOF alto.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Abra uma conta no exterior em bancos que prestam serviço tanto no Brasil como em outros países ou que possuam convênios. O HSBC oferece esse tipo de serviço, assim como o Banco do Brasil que permite a abertura de conta no Banco Brasil Americas. O valor a ser depositado pode ser facilmente transferido pela internet para a conta no exterior, com tarifa IOF menor e usando o câmbio do dólar comercial. Durante a viagem, basta usar o cartão de débito dessa conta para fazer compras ou saques, pagando bem menos do que se estivesse usando outras formas de pagamento.

  2. 2

    Use um cartão pré-pago oferecido por uma instituição financeira estrangeira. Dessa forma, a cobrança de IOF estabelecida no Brasil não influenciará as tarifas do cartão. Os valores transferidos para o cartão podem ser utilizados em compras à vista ou em saques. Ao escolher um cartão com bandeiras mundialmente conhecidas, como Mastercard e Visa, ficará mais fácil encontrar lojistas que aceitem o pagamento e caixas eletrônicos para eventuais saques em moeda estrangeira. Também é preciso analisar quais são as tarifas cobradas pela instituição para cada procedimento e verificar se os valores estão abaixo do que seria cobrado em um cartão pré-pago emitido no Brasil.

  3. 3

    O cartão de crédito, embora sempre esteja vinculado a cobrança de IOF, oferece vantagens específicas, como a conveniência de realizar o pagamento após a emissão da fatura. Outro benefício é o acúmulo de pontos por meio de programas de vantagens ou milhagens. Dependendo do tipo do cartão, o viajante também conta com seguro viagem incluso, além de outros serviços extras e assistências. Cada uma das alternativas citadas possui características que devem ser avaliadas para que o usuário decida qual delas é a melhor para sua viagem. É claro que mais de uma forma de pagamento pode ser usada, evitando que todo o dinheiro seja concentrado em apenas uma alternativa, que pode não funcionar por diversos motivos, como erros em tarjas magnéticas, por exemplo. A emissão de cartão emergencial pode ser feita, mas o viajante precisa ter uma outra opção ou algum dinheiro reservado para esse tipo de situação.

Comentários
blog comments powered by Disqus