» Dinheiro » Como Trabalhar no Exterior

Como Trabalhar no Exterior

Galeria
Como trabalhar no exterior: em busca de novas experiências

Geralmente, quando mudar de ares no ambiente profissional significa ir para outro país, cerca de 90% dos colaboradores se sentem satisfeitos com o desafio. Esse dado, levantado pela Berlitz Educação Global comprova que todas as dificuldades de adaptação compensam o enriquecimento e a valorização da carreira. Mas, trabalhar no exterior pode não ser uma tarefa que qualquer pessoa consiga levar até o fim. Isso acontece porque muitas são as barreiras interpostas entre o ir e o se desenvolver plenamente, de modo fluido, no mesmo ritmo ao do país de origem. A seguir, conheça alguns obstáculos que podem interferir no processo.

Dificuldade
Difícil
Instruções
  1. 1

    Quem decide trabalhar fora do país precisa ir preparado para lidar com um método de gestão totalmente diverso do qual está acostumado. E esse problema de adaptação é algo que acompanhará o profissional sempre que ele trocar de país e emprego novamente, inclusive após retornar ao seu país. A principal causa desse transtorno é a cultura organizacional conduzida por cada nação e, particularmente, por cada companhia. É possível que o problema adquira um elevado grau de dificuldade conforme a cultura vai se afunilando. Obviamente, existem algumas empresas mais ou menos flexíveis quanto à tomada de decisão. Contudo, um determinado padrão cultural deve predominar em cada um dos países.

  2. 2

    Visando facilitar todo esse processo de adaptação, o ideal é começar a trabalhar no exterior desde cedo, ou seja, por meio de um intercâmbio de trabalho. Para estes casos, existem ótimos programas que podem garantir uma grande experiência ao estudante. Alguns países concedem a oportunidade de o estudante ingressar na própria área de seu curso acadêmico. Entretanto, é importante salientar que nessas circunstâncias dificilmente o trabalho será remunerado. Assim, se não houver outra fonte de renda, o estudante pode procurar qualquer outro tipo de cargo, geralmente no meio operacional como garçom ou ajudante de cozinha. Existem muitos exemplos de grandes profissionais que iniciaram sua experiência no exterior exercendo uma atividade operacional, mas que conseguiram conquistar outras funções com o passar do tempo - não necessariamente na mesma empresa. As oportunidades surgem com certa espontaneidade, mas é preciso estar preparado para aproveitá-las. Antes de vontade é fundamental demonstrar competências profissionais. Os países mais procurados para o intercâmbio cultural são os Estados Unidos, a China e a Austrália, mas o estudante não deve limitar o seu campo de ação.

  3. 3

    Na hora de escolher um país para passar uma temporada trabalhando é essencial que o estudante ou profissional avalie friamente qual é o custo de vida de se viver em determinada cidade. Algumas delas, por melhor que seja o salário em comparação com a realidade econômica de países como o Brasil, podem se tornar "inóspitas" em alguns meses. Para não se ver em grandes dificuldades, basta selecionar o país e o município estrangeiros com calma. É claro que se a oportunidade de trabalhar no exterior partir da própria companhia as condições se alteram. Nestes casos, é importante verificar se a empresa irá custear algum item como moradia, ao menos por um período temporário.

Comentários
blog comments powered by Disqus