» Família » Bem-Estar da Família » Como tratar da enxaqueca

Como tratar da enxaqueca

Galeria
Como tratar da enxaqueca

Enxaqueca trata-se de um síndrome neurológico e é uma dor de cabeça latejante, normalmente de um dos lados da cabeça e que pode trazer associadas condições, tais como, vômitos, náusea, intolerância à luz (que se dá o nome de fotofobia) e ao som (chamado de fonofobia). As crises podem durar algumas horas ou em alguns casos mais raros podem chegar a durar três dias.
As causas da enxaqueca podem ser por herança genética e desencadeada por fatores de stress físico e emocional, alguns alimentos (tais como, álcool, queijo, vinho tinto, entre outros), privação ou excesso de sono e alterações hormonais.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Existem dois tipos de enxaqueca, as que têm aura e as que não têm. Isto significa que as pessoas que têm enxaqueca com aura, antes de terem a dor de cabeça, têm alguns sintomas que podem ser considerados premonições de que irá vir a dor. É o exemplo de perda de visão lateral, formigeiros nos membros, dificuldade em falar e em ouvir, barulho no ouvido, entre outros. Estes sintomas aparecem minutos antes da enxaqueca começar e vão desaparecendo gradualmente assim que dor começa a sentir-se.

  2. 2

    O melhor é ir a um médico neurologista, para ele fazer o diagnóstico para perceber se realmente as dores de cabeça que tem são enxaquecas ou não e assim poder receitar alguma medicação para ajudar a melhorar nas crises, definir dieta ou mudanças de hábito.
    Uma das opções possíveis é tentar perceber quais os fatores que desencadeiam uma crise de enxaqueca para depois tentar evitá-los sempre que possível.
    Para o tratamento das crises podem-se usar anti-inflamatórios, medicamentos específicos para este tipo de dor de cabeça, entre outros que o médico neurologista achar mais conveniente.
    Para prevenir estas crises, caso sejas com uma grande frequência, o melhor será optar por antidepressivos em baixas doses (para diminuir a dor de cabeça e não para combater a depressão), beta-bloqueadores (diminuem os transtornos de ansiedade) e anti-convulsionantes (usado no tratamento de crises neurologicas e transtornos de humor, também usados para combater a ansiedade).
    Também pode optar pelos tradicionais analgésicos para aliviar a dor, apesar de em algumas pessoas este tipo de medicamentos não surtir nenhum efeito, por causa da dor ser demasiado forte.

  3. 3

    Existem algumas terapias ainda pioneiras e não comprovadas cientificamente nestas crises da enxaqueca, é o exemplo da acumputura que pode ajudar a aliviar as crises, apesar de não ter muito efeito quando se tratam de crises agudas.
    Quando a enxaqueca é acompanhada de dores musculares a quiropraxia também poderá ser uma terapia complementar no alivio das dores.

    Para além dos medicamentos, uma forma de melhorar uma crise de enxaqueca é a pessoa ficar numa divisão escura, calma e silenciosa e tentar descansar o melhor possível.

Comentários
blog comments powered by Disqus