» Hobby » Artesanatos Trabalhos Manuais » Crochê irlandês: saiba fazer

Crochê irlandês: saiba fazer

Galeria
Crochê irlandês: saiba fazer

A arte do crochê é uma tradição passada através de gerações, de mãe para filha ou dentro de comunidades, muitas vezes caracterizando-as, como no caso docrochê irlandês, um trabalho manual prazeroso e nada complicado e que origina maravilhosas obras de arte artesanais que dão imenso prazer aos olhos e satisfação ao artesão. O crochê irlandês pode ser feito por qualquer pessoa que já conheça o ponto básico do crochê, a chamada correntinha, pois sua execução é baseada em ligar peças crochetadas previamente através de redes de pontos correntinha, formando uma bela teia.

Instruções

Coisas que você precisa

  • Motivos Previamente Crochetados
  • Alfinetes
  • EVA, tecido ou papel
  • linha de crochê
  • agulha de crochê
  1. 1

    Para quem já executa o crochê convencional, onde são tecidos os motivos, que são formas compactas grandes ou pequenas as quais podem ter formas geométricas, lembrar figuras, tais como flores, borboletas e outras, metade da técnica do crochê irlandês já está aprendida, basta agora pouco mais do que aprender a tecer as redinhas.

  2. 2

    Prepare os moldes da peça de roupa que se pretende fazer, preferencialmente em material de maior firmeza como o EVA, porém, podendo ser também em tecido ou até mesmo papel.
    Coloque sobre o molde os motivos crochetados previamente, conforme a disposição escolhida para reuni-los e formar cada peça de molde.
    Prenda com alfinetes as figuras no molde de maneira que estes fiquem com suas partes frontais viradas para baixo, ou seja, tocando o molde.
    Mantenha alguma distância entre os motivos para que haja espaço para a execução das redes do crochê irlandês.

  3. 3

    Passe uma linha de crochê, utilizando uma agulha de crochê, por dentro de um ponto externo de um dos motivos mais próximos à borda do molde e comece a delimitar os contornos do molde com a execução de correntinhas que interliguem locais dentro do próprio motivo ou em outros, e que, passo a passo, irão construindo todo o contorno do molde.
    Prenda com alfinetes as correntinhas de delimitação de contorno que estiverem ficando soltas pelo caminho até que se encontre mais um motivo na borda para que se prenda com pontos novamente à correntinha.
    Complete todo o contorno do molde utilizando este método para delimitação.
    Aplique pontos baixos sobre todo o contorno feito com correntinhas.

  4. 4

    Passe a formar as redes tecendo algumas correntinhas que sejam suficientes para alcançar um motivo ou borda de contorno, seguido de um ponto alto, duplo, triplo ou o que seja necessário para realizar a ligação ao ponto escolhido.
    Inicie uma nova correntinha até um novo ponto desejado e novamente ligue a correntinha a ele com o ponto no tamanho necessário.
    Utilize esse mesmo método para ligar também as correntinhas entre si e com isso vá fechando as redes.
    Preencha de redes todo o vazio entre os motivos e finalize a peça de molde que depois de pronta pode ser reunida com as demais formadoras da roupa e costuradas na borda de pontos baixos deixada no contorno da peça.

Dicas e AVISOS
  • Os pontos a serem empregados para fazer as ligações devem ser aqueles necessários de acordo com a distância da correntinha ao motivo, portanto podem ser desde o ponto baixíssimo, baixo, alto, duplo, etc
  • Faça com que os motivos utilizados sejam estruturas compactas para dar melhor caimento à peça final produzida fazendo com que o movimento seja originado apenas das redinhas de união entre os motivos. Para isso, por exemplo, fixe pétalas de flores entre si nos motivos, use linhas mais encorpadas ou se usar mais delicadas use fio duplo para criar os motivos.
  • Enquanto estiver realizando as delimitações cuide para calcular corretamente o número de correntinhas ou o tipo de ponto necessários para que a distribuição destes siga exatamente o contorno do molde, evitando repuxes e defeitos no desenho final do molde.
Comentários
blog comments powered by Disqus