» Dinheiro » Finanças Pessoais » Financiamento Minha Casa Minha Vida

Financiamento Minha Casa Minha Vida

Galeria
Financiamento Minha Casa Minha Vida

O sonho da casa própria se tornou mais fácil com a ajuda do governo. Levando em consideração que o estado tem de fornecer acesso os direitos básicos de sobrevivência tais quais moradia e emprego foram desenvolvidos uma gama de programas e projetos benéficos ao brasileiro. Tentando buscar uma solução para as questões de moradia foi criado o programa de financiamento Minha casa minha vida. O programa é simples: os estados e prefeituras realizam parcerias com empresas e entidades sem fins lucrativos e partir daí são construídas casas e edificações para a moradia de famílias com diversos tipos de renda. Dessa forma, famílias que possuem renda baixa terá uma forma de adquirir sua casa própria.

Instruções
  1. 1

    Existem diferentes formas de financiamento Minha casa minha vida. Serão R$ 16 bilhões, na primeira fase do programa. Eles serão utilizados para tornar a prestação mais barata para as famílias. Os recursos serão destinados, em sua maioria, para as família que ganham até R$ 1.395,00 por mês. Essas famílias tem menos condições de financiar a casa pelas condições normais e por esse motivo terão facilidades. Com de prestações que podem ser de até R$ 50,00 para a construção ou compra de casas novas e usadas, mais pessoas estão aptas a comprar sua moradia. Várias alternativas foram inclusas no programa para baratear a prestação. Dentre elas destacam-se o seguro financiamento, que não será pago pelas famílias, além do custo com cartório para registrar o imóvel, esse também não será cobrado.

  2. 2

    Famílias que possuem uma renda mensal de até R$ 2.790 também podem financiar casas de até R$ 130 mil. Elas terão taxas reduzidas e subsídios. Os juros são pré-fixados ao máximo de 6% ao ano. Também terão desconto de 90% nos serviços referentes a escritura. Para famílias que possuem renda de até R$ 5 mil mensal serão oferecidos subsídios atraentes, além de redução do valor de seguros habitacionais.

  3. 3

    A Caixa Econômica Federal quem irá analisar os projetos. As famílias também não terão de dar entrada para participar do financiamento Minha casa minha vida. As famílias com a menor renda só poderão comprometer 10% do orçamento, enquanto as outras, com mais renda, não poderão comprometer mais de 20% do orçamento mensal. O FGTS pode ser usado no financiamento. Terão prioridade as famílias, as quais possuem idosos ou portadores de algum tipo de deficiência. Para liberar o financiamento de forma mais rápida, as famílias podem registrar o imóvel em nome da mulher. Caso ela for a figura central, ou seja, a chefe da família, a liberação ocorre ainda mais rapidamente.

Comentários
blog comments powered by Disqus