» Dinheiro » Negócios » Franquias baratas e lucrativas

Franquias baratas e lucrativas

Galeria
Franquias baratas e lucrativas

Cresce no país o empreendedorismo, pesquisas do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas vêm registrando números cada vez mais altos de profissionais com negócios próprios ou que manifestam o desejo de abri-los. Desse montante de novos investidores, uma parcela expressiva atua como franqueado de outras empresas.

De acordo com contas da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor faturou no Brasil R$ 88 bilhões, somente em 2011, quase três vezes o PIB da Bolívia. O desenvolvimento dessa modalidade de negócio já alcançou um grau de maturidade e organização que, muitas vezes, participar de boas oportunidades não implica, necessariamente, desembolsar uma fábula em recursos financeiros.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    A pedido da publicação Exame, este ano a ABF fez um levantamento de franquias de baixo investimento (custo de entrada) com interesse em captar novos parceiros. Chama atenção no resultado que, considerando apenas os custos diretos de abertura da unidade franqueada, o empreendedor pode começar a formular seus estudos de viabilidade financeira com quantias iniciais entre R$ 4,5 mil e R$ 10 mil.

  2. 2

    Evidentemente, o investimento de partida supera esses valores quando são inclusas outras variáveis como pagamento de royalties, taxas de operação, encargos trabalhistas (caso seja exigido pela marca mais de um funcionário), entre outras. Contudo, ao analisar a viabilidade de aderir ou não a uma franquia é fundamental estudar meticulosamente questões contratuais de ordem legal, trabalhista, tributária e econômica – preferencialmente com o auxílio de profissionais ou empresas especializadas.

    Arriscar-se por conta nesses preparativos pode ser fatal. Um único custo desprezado ou subdimensionado, eventualmente, decidirá no futuro o sucesso ou o fracasso da sua empreitada. Quanto à taxa retorno (lucro), metas pessoais certamente vão influenciar suas expectativas. No entanto, superada a fase de maturação do investimento, você deve compatibilizá-las com aspectos mais práticos como a taxa de retorno que os investimentos financeiros de baixo risco (poupança, títulos públicos, CDB etc.) estarão oferecendo à época.

  3. 3

    Ademais, continuam valendo para as franquias, mesmo as mais modestas, os preceitos presentes em quaisquer negócios: saiba quem é o público-alvo do seu produto ou serviço, quais os potenciais e vulnerabilidades do ponto no qual vai operar; conheça as peculiaridades do mercado; converse com os atuais e antigos franqueados da marca; considere sempre um prazo razoável para maturação do investimento; e, principalmente, procure atuar em um segmento no qual você extraia prazer pessoal.

    Ser um franqueado não é garantia de sucesso. O seu desempenho individual continua sendo decisivo para alcançar um bom resultado. Acredite, seu franqueador também está em busca de alguém que ofereça uma boa oportunidade de expansão. Não esqueça: empreendedor e detentor da marca estão firmando um acordo de complementariedade que objetiva, ao final, o ganho de parte a parte.

Comentários
blog comments powered by Disqus