» Casa » Casa e Jardim » Iluminação profissional: confira dicas

Iluminação profissional: confira dicas

Galeria
Iluminação profissional: confira dicas

Muita gente adora fotografia. Disparar é fácil, mas ser um bom fotógrafo não é apenas carregar no botão. Há várias coisas a ter em conta como o enquadramento, o melhor ângulo e, não menos importante, a luz. Uma boa iluminação pode transformar um cenário banal numa fotografia excelente. Da mesma forma, pouca iluminação pode ser o ideal para algumas situações. Assim, nem sempre se pode utilizar a mesma regra no que toca à iluminação. Esta é uma parte muito importante, mesmo fundamental, em qualquer fotografia. Confira de seguida algumas dicas para melhorar os seus resultados como fotógrafo!

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Kit de principiante: Iluminação da natureza - O Sol: A opção mais básica de iluminação é a natural, isto é, o sol. O sol também é dos tipos de iluminação mais versáteis que pode encontrar. A luz do sol pode ser brilhante e compacta ou fraca e suave. Pode ser uma luz mais quente e direcional, prolongando as sombras ou, por trás das nuvens, a luz pode ser azulada, difusa e sem sombras. Como cruza o céu, o sol pode proporcionar vários tipos de iluminação, muitos mesmo difíceis de reproduzir artificialmente. A luz solar não tem problemas em parecer real... Pois ela é mesmo real! Para a foto apresentada, foi utilizado apenas o sol e um refletor.

  2. 2

    Mistura entre luz natural e luz artificial: Por vezes, a direção a seguir é uma mistura entre luz artificial e luz natural. A iluminação natural nem sempre pode dar tudo aquilo que precisamos para o efeito desejado. Principalmente num estúdio de fotografia, a iluminação natural pode ser escassa. Por exemplo, no caso da foto apresentada, a luz artificial foi utilizada juntamente com alguns filtros e refletores para ajudar a fazer sobressair alguns elementos. A iluminação natural ajuda a tornar as fotografias mais reais, no entanto a iluminação artificial pode ser facilmente manipulada. Manipulando a luz, pode fazer sobressair ou ajudar a disfarçar pormenores que de outra forma não teriam o efeito desejado. Utilize a iluminação artificial de uma forma direcionada para obter um efeito melhor.

  3. 3

    Um estúdio ao ar livre: Ao ar livre, você pode beneficiar diretamente da luz do sol. No entanto, por vezes essa pode ser difusa ou ter um tom que não é o ideal para seu tipo de foto. Assim, não é de todo mal pensado utilizar iluminação artificial e alguns flashes para equilibrar a luz e conseguir a tonalidade que pretende. Uma nota a ter é nunca colocar a luz virada diretamente para o objeto. Coloque-a ligeiramente inclinada, cerda de 45 graus. Assim terá um efeito mais natural.Se fotografar jóias, faça sobressair o brilho: Quando o objeto reflete a luz torna-se mais difícil de escolher a fonte de iluminação. Uma iluminação fraca não realça o objeto. Por outro lado, uma luz exagerada pode criar reflexos a mais. A dica aqui é fazer várias fotos, com vários tipos de luz. A cada foto utilize uma luz diferente. Captando as luzes separadamente poderá fazer uma fotomontagem mais tarde e obter o resultado desejado. Outro ponto a ter em conta é o fato de que a luz refletida vai gerar sombras. Assim, para evitar sombras e zonas mortas no objeto rodeie-o de fontes de luz e refletores.

  4. 4

    Mantenha o escuro, mesmo com muita luz: Neste caso, sobretudo, é importante perceber o que é a luz eficaz. Luz eficaz é aquela que realça. Não precisa ser em muita quantidade, mas é necessário ter cuidado para que não falte luz também. Para um efeito mais amplo utilize pontos de luz largos. Um chão molhado ajuda a refletir a luz, acentuando ainda mais o efeito de amplitude. De outra forma, o chão ficaria negro e sem brilho, não sobressaindo. Utilize as luzes conforme a parte do objeto em que se estiver a focar para fotografar. Utilize filtros coloridos para equilibrar as tonalidades. Por vezes há que descurar uma parte do objeto e realçar outra. Mais tarde pode preocupar-se com as partes que descurou anteriormente. Lembre-se, a fotomontagem é uma parte importante do processo. Utilize as luzes em diferentes ângulos para ajudar a esculpir o objeto e a realçar o que há de mais positivo. Com várias fotos e vários ângulos, mais tarde pode trabalhar na foto como um todo.

  5. 5

    Se fotografar jóias, faça sobressair o brilho: Quando o objeto reflete a luz torna-se mais difícil de escolher a fonte de iluminação. Uma iluminação fraca não realça o objeto. Por outro lado, uma luz exagerada pode criar reflexos a mais. A dica aqui é fazer várias fotos, com vários tipos de luz. A cada foto utilize uma luz diferente. Captando as luzes separadamente poderá fazer uma fotomontagem mais tarde e obter o resultado desejado. Outro ponto a ter em conta é o fato de que a luz refletida vai gerar sombras. Assim, para evitar sombras e zonas mortas no objeto rodeie-o de fontes de luz e refletores.

Comentários
blog comments powered by Disqus