» Família » Férias e Planejamento de Viagens » Intercâmbio Austrália: dicas

Intercâmbio Austrália: dicas

Galeria
Intercâmbio Austrália: dicas

Localizada no hemisfério sul, no grupo de países que fazem parte da Oceania, a Austrália é um dos lugares favoritos dos estudantes e mochileiros de plantão. Os brasileiros que vão para lá são bem recebidos – é até muito comum formarem casais de brasileiros com australianos –, tanto quanto qualquer outro estrangeiro. Embora não adianta falar nem de Samba, e nem de Pelé, eles não ligam para isso. Confira as dicas de intercâmbio na Austrália.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    Antes de aprontar as malas para fazer o intercâmbio é necessário que deixe claro o que irá fazer enquanto ficar lá, para que não haja complicações na hora do embarque e pela sua permanência no país. É que acontece que os vistos são dados de acordo com o que você vai fazer no país, caso vá apenas fazer passeios turísticos, estudar (pós-graduação, curso técnico, inglês, etc.), trabalhar, ou ambos juntos.

  2. 2

    Quantos as passagens aéreas, é bom ficar atento, pois variam com relação à companhia aérea, às rotas e a época do ano que você pretende ir. Evite viajar em tempos de férias uma vez que os valores dos bilhetes elevam bastante. Com essa precaução, pode curtir mais o país e assumir suas despesas diárias, como as refeições, aluguel (caso não fique em casa de família), entre outras coisas.

  3. 3

    O custo de vida por lá vai depender da cidade ao qual irá residir e da sua opção quanto a sua moradia. Sem luxo, o preço pode variar em torno de no mínimo AUD$1500 ao mês, contando com transporte, alimentação e moradia. Para os mochileiros e intercambista é recomendável as casas de família, – normalmente conhecidas como homestay – uma vez que oferecem um amplo conhecimento cultural para os estudantes. Ainda no homestay, é possível compartilhar o quarto com outro intercambista de outra nacionalidade (e se houver coincidência, da sua naturalidade), ou seja, dá para dividir os custos do aluguel. Normalmente o preço que os homestay estabelecem é de AUD$900. Outra opção é a que todo mochileiro prefere: os albergues. Nesses hostels, – os albergues – a diversidade cultural é imensa e o custo da diária vai depender se o quarto for coletivo ou individual. Além dessas opções, há a residência universitária e o share house.

Dicas e AVISOS
  • Quanto aos gastos com a sua alimentação, prefira cozinhar, visto que ao dia as refeições não saem menos que AUD$10. Fora isso, leve um adaptador de tomada para lá, pois o formato delas é diferente, e sua voltagem também, sendo 240 W.
Comentários
blog comments powered by Disqus