» Família » Pescaria de lambari: saiba mais

Pescaria de lambari: saiba mais

Galeria
Pescaria de lambari: saiba mais

A pesca é uma das mais importantes atividades extrativistas no Brasil. Fonte de subsistência para inúmeras famílias em diversas regiões do país, ela é responsável por gerar renda, alimento e dignidade para muita gente. Mas além de ser uma atividade de subsistência, a pesca também é praticada por muitos como atividade de recreação e lazer, prática esportiva e para fins ornamentais.

Um dos peixes mais procurados pelos pescadores de plantão é o lambari. O lambari é um peixe de água doce. De porte pequeno, seu tamanho varia entre 10 cm e 15 cm. Eles são encontrados em rios, córregos, lagoas e represas. Sua pesca é destinada a alimentação, já que ele rende saborosas receitas. Além disso, ele também é usado como isca para a pesca de peixes de maior porte.

Pescar esse peixe pequeno não é uma tarefa fácil. Em função de seu tamanho, ele é ágil e esperto, conseguindo fugir com rapidez das iscas à sua espreita. Neste artigo você vai conferir algumas dicas interessantes para obter sucesso na pesca do lambari e garantir momentos saudáveis de diversão e lazer.

Se for pescar na época do verão, a atividade é mais fácil. Nessa época do ano os peixes estão mais ativos e mais próximos da superfície, sendo possível realizar a pescaria nos barrancos, utilizando varas curtas. Já no inverno, eles costumam ficar no fundo dos leitos de água em profundidades mais consideráveis. Sendo assim, a pesca deve ser feita em uma embarcação e com o uso de varas e linhas mais longas.

Instruções
  1. 1

    Prepare a linha e coloque em sua extremidade uma boia ou pena. A linha pode ter o tamanho de até 50 cm, além do cabo da vara. Na extremidade do girador prenda o anzol.

  2. 2

    O anzol escolhido deve ser do tipo 16 ao 10 e na pescaria você deverá ter pelo menos 12 unidades deles.

  3. 3

    Lance a ceva aos poucos na água para atrair os peixes. Para o lambari a mais recomendada é a quirera grossa de milho. Evite jogá-la em excesso para que os peixes não rejeitem a isca.

  4. 4

    Amarre a isca no anzol. Para este tipo de peixe é indicado o uso de iscas vivas, como minhoca comum, bichinho do pão e larvas de moscas.

  5. 5

    Lance o anzol com a isca na água e aguarde pacientemente. Ao sentir a isca fisgada, puxe a corda de maneira ritmada. Com o peixe já na embarcação, retire o anzol preso e armazene o peixe em local adequado.

Dicas e AVISOS
  • O peixe deve ser armazenado em local refrigerado e consumido rapidamente para não se deteriorar.
Comentários
blog comments powered by Disqus