» Alimentos » Receitas » Receitas de tapetes de barbante

Receitas de tapetes de barbante

Galeria
Receitas de tapetes de barbante

Os tapetes de barbante, uma das modalidades do Crochê, desde há já muito tempo que são feitos com um intuito de lazer e recriação, sendo, muitas das vezes, criados sem grande fim lucrativo e com o propósito de oferecer, para embelezar as casas das pessoas mais próximas de quem os faz.

Os tapetes de barbante consistem numa técnica de artesanato com uma enorme quantidade de variantes, tanto em termos de formas como tamanhos, podendo então servir, tanto para o tampo de uma mobília, como para decorar a mesa da sala ou da cozinha, ficando por debaixo da fruteira ou de outro bibelô.

A sua confecção é algo fácil, já que os materiais acabam por ser comuns e baratos. Podendo assim, caso interesse ao praticante, ser uma prática boa para produzir em alguma massa e para ocupar os tempos livres.

É assim, um acessório bastante difundido no mundo todo, sendo que a sua confecção é universal e extensível ao longo dos tempos, fazendo lembrar, para alguns, um ente querido próximo, já que é uma prática extremamente usual no mundo feminino, embora não esteja condicionado pelo sexo.

Com base nisso, esse tipo de crochê específico, devido ao seu aspecto caseiro e rústico, tem vindo a ganhar popularidade no meio artesanal e averigua-se uma excelente oportunidade de negócio, já que não requer grande dificuldade, desde que se invista tempo, e pode ter uma infinidade de temáticas ou padrões, ficando bem em qualquer espaço da casa.

Dificuldade
Fácil
Instruções

Coisas que você precisa

  • 2 novelos de fio barbante.
  • Agulha de crochê de 4 ou 4.5 mm.
  1. 1

    Fazer 6 correntes para base do tapete, colocando a agulha, por fim, na 1ª corrente, com um ponto baixíssimo.

  2. 2

    Fazer 3 correntes para cima, laçando a agulha e colocando na argola que se forma.

  3. 3

    Fazer 1 ponto alto, laçando e entrando na mesma argola, terminando com mais 1 ponto alto.

  4. 4

    Fazer mais 1 corrente, laçando a agulha e colocando, de novo, na mesma argola.

  5. 5

    Fazer 3 pontos altos, mais uma corrente e terminar na argola.

  6. 6

    Repetir num total de 5 grupos, compostos por 3 pontos altos e 1 corrente. Fazer uma corrente, introduzindo na 3 corrente do lado oposto do anel, fechando com 1 ponto baixíssimo.
    Repetir o processo, formando anéis de 5 grupos, sempre.

Dicas e AVISOS
  • Colocar a linha sempre a uma distância certa da agulha, sem que perca o controlo da mesma ou fique com a linha solta.
  • Para compreender melhor os tipos de pontos, consultar vídeos.
Comentários
blog comments powered by Disqus