» Família » Relacionamentos e Família » Relacionamento enrolado: saiba mais

Relacionamento enrolado: saiba mais

Galeria
Relacionamento enrolado: saiba mais

Um relacionamento, seja sério ou não seja, já é cheio de dúvidas e complicações. Imagine então um relacionamento enrolado, como que não é. Confira algumas dicas para descobrir se seu relacionamento é ou não enrolado e veja como sair de um relacionamento enrolado da melhor forma possível.

Instruções
  1. 1

    Situação 1: Em uma festa duas pessoas se conhecem e trocam beijos, talvez alguns amassos e telefones. Depois desse dia continuam se falando, marcam encontros, saem juntos outras vezes e continuam a se ver casualmente.
    Isso classifica um relacionamento um pouco enrolado, quando ainda não é sério, mas também é mais do que uma “pegação” casual. Pode ou não haver um sentimento entre essas duas pessoas, o que as “enrola” um pouco.
    A maioria dos relacionamentos começa assim dessa maneira, é a fase inicial quando as duas pessoas se gostam, mas não se conhecem o suficiente ou há tempo suficiente para entrarem em um relacionamento sério.
    Antes era chamado de “ficar”, de uns tempos para cá, passou a ser o tal do relacionamento enrolado, é quando não existe de fato um compromisso fixo.

  2. 2

    Situação 2: Duas pessoas se gostam bastante e até tinham um relacionamento sério, mas por casos e acasos, surgiram brigas e intrigas que fizeram com que essas duas pessoas optassem se afastar. Mas só que essas duas pessoas não querem se afastar definitivamente, mas apenas por um tempo, para colocar as cabeças e as vidas em ordem.
    Isso também caracteriza um relacionamento enrolado, alguns chamam de “dar um tempo”, mas parece um termo um tanto quanto infantil, portanto passou a ser também um relacionamento enrolado.
    Esse caso pode sugerir um fim de relacionamento, onde o enrolado não é tão bom como na fase de se conhecer.

  3. 3

    O que de fato é mesmo o relacionamento enrolado é um relacionamento sem um laço muito forte, um relacionamento com um baixíssimo grau de apego. É como um chover sem molhar, um ser não sendo. Complicado de entender, e com baixas expectativas para funcionar em longo prazo. É um relacionamento muito instável. Um dia pode existir e no dia seguinte, sem mais delongas, acabar.
    Alguns tentam levar um relacionamento assim para adiante, mas é claro que a possibilidade de funcionar é baixíssima, já que com o passar do tempo, as pessoas se apegam e criam laços – é natural.

  4. 4

    Sair de um relacionamento enrolado nem sempre é tão fácil, mas certamente não é tão difícil como se desfazer de um compromisso que era firme. A verdade deve estar acima de tudo em qualquer relacionamento que seja, e viver enrolado para sempre é tentar viver uma mentira. Não funciona.
    Analise sempre como está o relacionamento. Se duas pessoas se gostam, não precisam ficar enroladas, devem ficar juntas e firmes. Se não se gostam, não tem porque enrolar mais é melhor cada um ir para seu lado e seguir em frente. Se no caso ainda estiverem se conhecendo, livres de sentimentos reais, aí sim é aceitável esse tipo de relacionamento, mas em outros casos, a chance de funcionar é de uma em um bilhão.

Comentários
blog comments powered by Disqus