» Saúde » Tratar azia e má digestão: confira dicas

Tratar azia e má digestão: confira dicas

Galeria
Tratar azia e má digestão: confira dicas

Azia e má digestão não são doenças. Na verdade, são sintomas. Quando se manifestam, é muito importante prestar atenção no que causou esses sintomas para encontrar o tratamento correto. Quando ingerimos de forma incorreta ou ingerimos alimentos que agridam o estômago ou podem prejudicar o bom funcionamento do organismo, os sintomas aparecem. A ocorrência desses sintomas pode indicar que algo está errado com a alimentação. Alguns medicamentos estão disponíveis em farmácias para aliviar o desconforto causado pela azia ou má digestão e não necessitam de indicação médica. Porém, é muito importante controlar a alimentação e, caso o desconforto não melhore, somente um médico poderá fazer o diagnóstico correto.

Dificuldade
Fácil
Instruções
  1. 1

    A azia é a sensação de queimação no estômago. Ela pode ou não evoluir para a dor. De qualquer forma, é muito incômoda e pode irradiar pelo o esôfago, chegando até a garganta na região do pescoço. A sensação é tão incômoda que a pessoa afetada não consegue se concentrar em seus afazeres. Normalmente, a azia se manifesta quando ingerimos alimentos muito rapidamente, sem mastigá-los suficientemente bem, ou quando o alimento ingerido é muito gorduroso ou condimentado. A ingestão de líquidos em excesso durante a refeição também pode provocar a azia. Para evitar a azia, recomenda-se uma alimentação balanceada e regular. Não pular refeições também é uma recomendação muito importante para evitar a azia.

  2. 2

    A má digestão, também conhecida como dispepsia, pode significar diversos distúrbios gástricos. As causas podem ser a mesma da azia, porém a sensação pode ser prolongada. Os sintomas podem incluir enjoos, vômitos, dores abdominais, sensação de estufamento estomacal e eructações. No caso de consumo exagerado de alimentos, abuso no consumo de alimentos gordurosos ou condimentados, a má digestão ataca. Para aliviar o desconforto, os medicamentos antiácidos estão disponíveis em farmácias e podem ser usados sem a necessidade de prescrição médica. Eles estão disponíveis em pastilhas mastigáveis ou líquidos que podem ser ingeridos em doses específicas.

  3. 3

    Para evitar qualquer um desses desagradáveis distúrbios gástricos, recomenda-se a ingestão de alimentos menos gordurosos e com pouco ou nenhum condimento. Inclua frutas na alimentação diária e evite o consumo excessivo de doces. Consuma entre 1 litro e meio e 2 litros de água diariamente, porém evite líquidos durante as refeições. Não pule nenhuma refeição. Refrigerantes e alimentos industrializados também devem ser evitados a todo o custo. No caso de persistirem os incômodos gástricos, não hesite em procurar auxílio médico. A permanência de hábitos alimentares irregulares pode causar não só distúrbios como graves doenças no aparelho gastrointestinal.

Comentários
blog comments powered by Disqus