Como Iniciar um Relatório

Escrever um relatório nada mais que fazer um relato de alguma atividade qualquer, que pode ser científica, acadêmica, trabalhística, etc.

Como Escrever um Relatório?

Normalmente um relatório contém seis partes:

  1. uma folha de rosto ou página de informações especiais;
  2. um sumário;
  3. uma introdução;
  4. um desenvolvimento;
  5. uma conclusão e
  6. uma bibliografia.

Quanto à linguagem, ela deve ser simples, objetiva e correta. Nunca é demais lembrar que você deve redigi-lo no padrão de normas técnicas de alguma agência reguladora.

No Brasil, usam-se as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Título

Deverá ser lógico, preciso e gramaticalmente correto. Os títulos devem ser tão curtos quanto possível, satisfazendo os critérios anteriores. Evite títulos engraçados que violam esses critérios. Tente evitar títulos que excedam as 17 palavras.

Resumo

Terá de ser informativo com aproximadamente 200 palavras. Certifique-se de que o seu resumo seja informativo. Seu resumo deverá servir como um substituto para o seu relatório. Resuma brevemente as suas conclusões principais. O resumo é isso mesmo, um sumário, não uma introdução.

Palavras Chave

Utilize uma lista de palavras-chave adequadas. Estas palavras-chave devem identificar o campo de seu relatório e seus principais tópicos. Escolha palavras-chave que pretende que sejam úteis para pesquisadores em localizar o seu trabalho no documento de recuperação dos sistemas. Palavras e frases que alguém use para encontrar o seu relatório. Seja específico e use apenas frases-tipo.

Corpo

Escreva uma clara, informativa e crítica séria da descrição do que você fez. Se for caso disso, inclua gráficos e esquemas cuidadosamente desenhados. Certifique-se de motivar os presentes e interpretar seus resultados.

Foque sobre o conteúdo científico do projeto, as suas perguntas e respostas. Identifique e explique os fenômenos interessantes e importantes. Sublinhe aquilo que é novo sobre seu projeto. Além disso, alguns breves comentários sobre os aspectos de engenharia do seu trabalho: quais os problemas que enfrentam, das decisões que você deve tomar, e quais são as consequências dessas decisões. Embora seja crucial para explicar os seus procedimentos experimentais, seja conciso e não dê ao seu leitor longas descrições das preocupações rotineiras de execução.

Agradecimentos

Reconheça qualquer ajuda que você recebeu, incluindo qualquer uso de equipamentos de informática. Seja específico.

Referências

Faça uma lista completa e apurada das referências citadas no relatório técnico. Há três razões para citar obras: dar crédito onde o crédito é devido, para ser útil ao leitor identificar trabalhos relacionados e para identificar o contexto e o pano de fundo de seu trabalho. Adote um estilo bibliográfico utilizando estudos de relevo científico.

Apêndices

Os Apêndices servem para completar a informação, que é demasiado pormenorizada ou volumosa para aplicar no corpo do relatório técnico. Por exemplo, se seu projeto envolve qualquer programação de computador, você deve incluir uma listagem bem documentada e formatada de todo o código fonte que você escreveu.

Dicas Extras

 

  1. Pense na resposta da seguinte pergunta: preciso relatar o quê? Desse questionamento sairá as informações principais de seu relatório, tais como métodos, objetivos do relatório, ideias centrais, circunstâncias etc.
  2. Pense na resposta da seguinte pergunta: para quem eu preciso relatar? Esse item é muito importante, principalmente porque é esse tópico que orientará a linguagem (mais simples ou mais rebuscada) que você utilizará.
  3. Pense na resposta da seguinte pergunta: por que preciso relatar? Ao responder, você automaticamente estará fundamentando seu desenvolvimento. A explicitação do contexto e a importância do relatório devem estar nessa parte.
  4. Monte a estrutura (topicalizada) do relatório: folha de rosto (escreva o título do relatório, o nome da entidade ou da firma, a data, o nome do autor, o nome do destinatário); sumário (coloque as subdivisões do relatório); introdução (indique os métodos utilizados, os objetivos etc.); desenvolvimento (mostre desenrolar da “experiência” em questão, que deve, posteriormente, ser analisado) e conclusão (apresente os resultados alcançados).
  5. Formate seu relatório em normas técnico-científicas e pronto! Agora é só mandar imprimir e entregar.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *